Prefeito de São Sebastião diz que ‘foi pego de surpresa’ com feriadão: ‘Não é o momento’

Como medida de prevenção, praias continuam fechadas e, desde a madrugada, estão sendo realizadas barreiras sanitárias

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2020 17h15
Reprodução/FacebookEstimativa é que São Sebastião receba 50 mil turistas

O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto (PSDB), disse em entrevista ao Jornal Jovem Pan nesta quarta-feira (20) que diversos turistas já chegaram à região desde ontem à noite, em razão do feriadão antecipado pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB).

Ele afirmou que “foi pego de surpresa” e pediu que as pessoas evitem sair de suas casas. “Os turistas são todos bem vindos, mas não é o momento de visitar São Sebastião, nem o litoral norte, no meio de uma pandemia.”

Segundo Felipe, em razão do feriado antecipado, a expectativa é que 50 mil turistas cheguem à cidade. “Fomos acometidos por uma visitação em massa desde ontem. Com os turistas, nossa população deve chegar a 200 mil pessoas, uma super aglomeração aqui na nossa cidade, que não tem estrutura para isso”, pontuou.

Como medida de prevenção, as praias continuam fechadas e, desde a madrugada, estão sendo realizadas barreiras sanitárias. Todos os veículos que chegam são inspecionados pela Vigilância Epidemiológica, desinfectados e os ocupantes do carro são submetidos à afeição de temperatura. “Se o passageiro estiver em estado febril é encaminhado para a unidade de enfrentamento ao Covid”, explicou.

Felipe lembrou, ainda, que São Sebastião está em isolamento total há 63 dias e que tem o maior índice do Estado. De acordo com ele, quase 10% da população já foi testada, “maior testagem proporcional [à população] do Brasil”.

As barreiras instaladas para dificultar a entrada de turistas devido ao coronavírus causaram congestionamentos em rodovias de acesso ao litoral de São Paulo, na manhã desta quarta.