‘Acusações sexuais não condizem com minha trajetória’, diz vereadora sobre vídeo do ‘Porta dos Fundos’

Com piadas sobre orgia e nudes, grupo de humor é acusado de machismo por sátira relacionada à vereadora do partido Novo, Indiara Barbosa

  • Por Jovem Pan
  • 23/11/2020 13h03 - Atualizado em 23/11/2020 13h08
Imagem: Reproduçã/Entrevista Morning ShowCom cerca de 12 mil votos, Indiara Barbosa foi eleita vereadora pelo partido Novo em Curitiba

Um vídeo publicado pelo canal “Porta dos Fundos” no último domingo, 22, tem sido alvo acusações de machismo e misoginia nas redes sociais. Os internautas apontam que a esquete chamada “Yollanda Vereadora” teria sido gravada inspirada em Indiara Barbosa, integrante do partido Novo e vereadora mais votada de Curitiba, no Paraná. Nas imagens, a personagem Yollanda é uma garota de programa que teria mantido casos amorosos com dirigentes do Novo, participado de orgias e vencido as eleições municipais, tornando-se vereadora, após “vazar nudes”. Em entrevista ao programa Morning Show nesta segunda-feira, 23, Indiara Barbosa (Novo) se manifestou afirmando que “essa história não tem absolutamente nada a ver” com sua vida e sua carreira. “Estava voltando de viagem quando me mandaram o vídeo. Quando prestei atenção, pensei: ‘nossa, que estranho, estão fazendo piadas sobre a vereadora mais votada de Curitiba e integrante do partido Novo, tudo o que eu sou, mas essa do vídeo não sou eu’. Fiquei bem confusa. Preciso me explicar porque o ‘Porta dos Fundos’ tem um grande alcance, mais de 2 milhões de pessoas que acompanham o canal pensarão que essa é a minha história”, disse.

Eleita com cerca de 12 mil votos, a vereadora revelou que já sentiu as consequências da divulgação da sátira. “Em alguns grupos que eu participo, chegaram a perguntar se eu realmente ‘vazei nudes’. Essas acusações sexuais não condizem com a minha trajetória. Cheguei até aqui pela porta da frente”. Segundo ela, a questão ideológica pode ter sido uma das razões que motivou as piadas ofensivas. “Começamos a incomodar a política em Curitiba. Sou uma pessoa nova, de fora da política. Sou auditora contábil, comecei a trabalhar muito cedo. Sou mãe e minha principal pauta é a fiscalização financeira e orçamentária. O pessoal ficou muito incomodado por eu ter sido a vereadora mais votada. Acredito que tenha algum desconforto com a questão ideológia. No entanto, mesmo eu sendo de direita, as pessoas me defendaram nas redes.” A vereadora afirmou que ainda não decidiu se recorrerá judicialmente contra o grupo, ponderando que “talvez seja mais interessante que se retratem esclarecendo a situação” porque, como aponta, “o principal problema” ocasionado seria “manchar sua imagem e reputação, duramente construídas através do trabalho”. Em seu perfil no Twitter, a política também se manifestou considerando “uma pena que o Porta dos Fundos associe o sucesso de uma mulher a alguma conotação sexual”.

Confira a entrevista com a vereadora Indiara Barbosa (Novo):