Vice-presidente de marketing da Mastercard defende importância da educação para ‘virada’ na carreira

Entrevistada desta semana no ‘Mulheres Positivas’, Sarah Buchwitz falou sobre suas experiências profissionais e a necessidade de garantir mais oportunidades para mulheres

  • Por Jovem Pan
  • 07/02/2022 12h05 - Atualizado em 07/02/2022 13h09
Reprodução / Jovem Pan News Sarah Bruchwitz Sarah Bruchwitz foi a entrevistada do Mulheres Positivas desta semana

O programa Mulheres Positivas, da Jovem Pan News, desta semana recebeu a vice-presidente de marketing e comunicação da Mastercard Brasil, Sarah Buchwitz. Em entrevista à Fabi Saad, ela falou sobre sua infância crescendo em uma família de classe média-baixa de São Caetano do Sul, no ABC Paulista, e os impactos da educação para transformar a sua trajetória e carreira. Técnica em edificações, ela conta que, ainda na adolescência, viu nos estudos uma oportunidade. “Sempre fui muito boa aluna, a melhor aluna da sala, estudava muito. Isso era muito importante para a minha mãe, minha mãe era professora de escola estadual e se aposentou como diretora, então a educação foi algo muito importante na minha vida. Por isso acho que cheguei onde cheguei”, relata Sarah. Filha caçula e com mais dois irmãos, ela destaca como a morte de seu pai durante sua adolescência se transformou em um importante ponto de virada para sua história de vida e carreira.

“Teve um fator importante que fez com que chegasse aqui, que é um fator triste. Quando eu tinha 15 anos meu pai faleceu. Com o dinheiro que minha mãe recebeu do seguro de vida dele, ela pagou o inglês e eu fiz intercâmbio para os Estados Unidos. Então ela teve visão, há mais de 20 anos, sobre qual era o valor da educação para ter uma vida melhor”, relembra. A partir dessa experiência, Sarah Buchwitz conquistou os primeiros empregos, começando como atendente de call center, e conheceu o mundo corporativo, que se tornou uma paixão. Formada na Universidade de São Paulo, a vice-presidente de marketing e comunicação da Mastercard conta que a formação em economia ajudou a ter uma visão de vida mais completa da sociedade. Da mesma forma, sua característica curiosa a levou a vivenciar novas experiências. “Sempre quis abraçar mais responsabilidades, isso ajudou a acelerar a minha carreira. E a minha experiência pessoal me ajudou a ter uma percepção grande das necessidades do consumidor e da sociedade.”

É justamente a curiosidade e o empenho que fazem com que Sarah Buchwitz, que venceu o Prêmio Women To Watch em 2020, se envolva em outras atividades na Mastercard, como a responsabilidade pelo grupo de mulheres da empresa. Ela defende a importância de ações para tornar o ambiente mais diverso e inclusivo e fala sobre a responsabilidade de garantir oportunidade para outras mulheres e meninas. “É o nosso papel garantir que a gente dê mais oportunidades para essas meninas. Para que as Sarahs não precisem batalhar tanto para chegar até aqui, para que as oportunidades cheguem desde o começo, que a gente possa ter uma sociedade mais justa, com menos obstáculos”, pontua. Como exemplo de uma Mulher Positiva, a vice-presidente de marketing e comunicação escolheu homenagear a cantora Elza Soares, que faleceu aos 91 anos em 20 de janeiro. “Pela sua trajetória, pelos filhos que perdeu, por ter sido anulada, julgada e ter conseguido se reinventar.” 

Confira na íntegra a entrevista com Sarah Buchwitz: