Ana Paula: Apoiado pelos ‘politicamente corretos’, Fernández faz ‘xenofobia do bem’ contra brasileiros

Afirmação do presidente da Argentina de que ‘brasileiros vieram da selva’ foi debatida por comentaristas do programa ‘Os Pingos Nos Is’ nesta quarta-feira, 9

  • Por Jovem Pan
  • 09/06/2021 20h55 - Atualizado em 09/06/2021 21h20
EFE/EPA/YOAN VALATPresidente da Argentina, Alberto Fernández

Em encontro com o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, na Casa Rosada nesta quarta-feira, 9, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, afirmou que “os mexicanos vieram dos índios, os brasileiros vieram da selva, mas nós, os argentinos, chegamos nos barcos, e eram barcos que vinham da Europa, assim construímos nossa sociedade”. O argentino atribuiu a declaração ao escritor mexicano Octavio Paz, vencedor do prêmio Nobel de Literatura. Segundo o jornal La Nación, porém, a frase proferida por Paz teria sido outra: “Os mexicanos são descendentes dos astecas; os peruanos, dos incas, e os argentinos, dos navios.” O veículo explicou que, na verdade, a inspiração de Fernández veio de uma música de Litto Nebbia que leva o nome de “Chegamos dos barcos”.

A comentarista do programa “Os Pingos Nos Is”, da Jovem Pan, Ana Paula Henkel, acredita que a fala de Fernández é “a famosa xenofobia do bem”, que ocorre quando você é apoiado por pessoas que se dizem contra o politicamente incorreto. “Quando você tem o salvo conduto da turma do politicamente correto você pode falar essas asneiras que você não é condenado”, afirmou. Ela lembrou que a atual vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, foi colocada como administradora da crise de fronteira dos Estados Unidos e em mais de quatro meses de posse ainda não pisou na fronteira sul do país. “Mas ela foi até a Guatemala e lá fez um discurso dizendo ‘não venham para os Estados Unidos, fiquem aqui’. Só lembrando que, em janeiro, o próprio Joe Biden assinou uma ordem executiva cancelando a política de Donald Trump, que era ‘aguarde asilo no seu país’”, pontuou. Para a comentarista, a ação da vice e do próprio democrata Joe Biden demonstra um “racismo do bem” que não é julgado.

Confira o programa “Os Pingos Nos Is” desta quarta-feira, 9, na íntegra: