Ana Paula Henkel: ‘Voto impresso caiu na graça do povo, que não vai esquecê-lo’

Comentarista do programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan, falou sobre a votação e afirmou que os brasileiros não irão deixar de discutir o tema

  • Por Jovem Pan
  • 11/08/2021 19h59 - Atualizado em 11/08/2021 20h45
Para Ana Paula Henkel, o povo seguirá debatendo e pedindo mais transparência nas eleições

Ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta quarta-feira, 11, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou o resultado da votação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do voto impresso auditável. O texto, que contava com o apoio do Planalto, foi derrotado no plenário da Câmara dos Deputados na noite de ontem. “Hoje sinalizamos uma eleição, não é que está dividida, mas uma eleição onde não vai se confiar no resultado das apurações. Mesmo apresentando provas do próprio TSE, de que um hacker ficou de abril a novembro dentro da parte de informática do TSE e teve acesso ao código fonte, mesmo com o relatório da PF ‘comendo solto’, quando a PF pediu os ‘logs’, que são as impressões digitais, o próprio TSE disse que foram apagados. Ele limpou a cena do crime. Eu não tenho provas, vou falar aqui, mas eu não fujo do meu direito de opinar, da minha liberdade de expressão e de buscar uma maneira de aperfeiçoar o processo”, afirmou Bolsonaro nesta manhã. O processo precisava de 308 votos para ser aprovado, mas só conseguiu 229. Dos 513 deputados, 448 votaram, com 218 sendo contrários. Também houve uma abstenção.

A comentarista do programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan, Ana Paula Henkel, falou sobre o resultado da votação na Câmara, afirmando que, mesmo com a derrota, o voto impresso tem o apoio da população e destacando que diversos parlamentares não obedeceram as orientações de seus partidos para fazer valer a vontade do povo. “Foi uma noite muito triste para a democracia brasileira, mas o que eu acho que é muito importante, apesar da derrota dessa pauta, que a grande maioria da nação brasileira queria, e aqui deixo os parabéns para a deputada Bia Kicis e para o deputado Filipe Barros, é que esse é um assunto que caiu nas graças do povo. Acho que as pessoas não vão esquecer. Hoje, nos principais veículos da velha imprensa muito militante a manchete era ‘derrota para o governo’. Primeiro, que eu não considero isso uma derrota para o governo, e sim uma derrota para nossa democracia. Mas temos que olhar a floresta, que, além da árvore apenas, é que a pauta caiu nas graças do povo. Acho que o povo não vai esquecer. O interessante é que é uma pauta tão importante para a sociedade que alguns parlamentares do DEM, do PSDB e do MDB não obedeceram a orientação de votar contra a PEC e acabaram seguindo o que o povo quer. Eles estão ali para representar o que o povo vem decidindo e, apesar da PEC ter sido derrotada ontem, esse assunto ainda tem muito chão pela frente e o brasileiro não vai esquecer não”, afirmou Ana Paula.

Confira a íntegra do programa desta quarta-feira, 11: