Augusto chama DiCaprio de ‘ingênuo’ e diz que ator espalha fake news sobre a Amazônia

Dados enviados pelo chefe-geral da Embrapa Territorial mostram diminuição de 2% das queimadas no Brasil entre 1º de janeiro e 16 de agosto deste ano em relação ao mesmo período do ano passado

  • Por Jovem Pan
  • 18/08/2020 20h30 - Atualizado em 18/08/2020 21h16
Reprodução/FlickrDiCaprio voltou a questionar Jair Bolsonaro por suas ações ambientais ao divulgar uma notícia do jornal “The Guardian” sobre o desmatamento na região

O comentarista Augusto Nunes, do programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, chamou o ator Leonardo DiCaprio de “ingênuo” e disse que ele “não sabe nada da floresta Amazônica”. Nesta terça-feira, 18, o artista voltou  a questionar Jair Bolsonaro por suas ações ambientais ao divulgar uma notícia do jornal “The Guardian” sobre o desmatamento na região. De acordo com o texto, houve um aumento de 28% nas queimadas na floresta no mês de julho. “Dados preliminares indicam aumento de 7% em agosto. O presidente do Brasil está sob pressão internacional para inibir as queimadas, mas duvidou publicamente delas no passado, culpando oponentes e comunidades indígenas”, criticou o ator.

No entanto, Evaristo de Miranda, chefe-geral da Embrapa Territorial, enviou dados exclusivos ao Os Pingos nos Is mostrando que DiCaprio estaria espalhando fake news. Segundo o Monitoramento por Satélite de Referência da Nasa das queimadas e fogos ativos, entre 1º de janeiro e 16 de agosto deste ano foram registrados um total de 63.616 pontos de calor no Brasil, o que representa uma redução de 2% em relação ao mesmo período do ano passado. Nos países vizinhos, entretanto, ocorreu forte crescimento das queimadas, principalmente na Argentina, de 230%. No Brasil, a única região com crescimento análogo foi o Pantanal, de 233%. Tanto nos países citados, quanto no Pantanal, o crescimento deve-se a um fenômeno climático esporádico: a falta de chuvas no início deste ano.

Para Augusto, DiCaprio não pode falar dos biomas brasileiros, visto que não os conhece a fundo. “Um ingênuo o nosso ator. Bom ator, mas o que ele fala não dá. Vamos levar ele para conhecer o Pantanal. Quando ele fala bobagem peço para se preocupar com outras coisas, precisamos melhorar a nossa política interna de turismo, fazer com que as pessoas venham para cá”, disse o comentarista.

Ele também criticou a imprensa brasileira por “divulgar palpites dessa gente”. “Eu tenho a mesma autoridade que ele tem para chegar lá de um passeio pelo Grand Canyon e dar uma declaração de que americanos estão acabando com o lugar. Mas ninguém tem essa desfaçatez. Por que aqui no Brasil isso acontece? Porque a imprensa divulga tudo que é dito na linha do DiCaprio”, afirmou Augusto.

O também comentarista Guilherme Fiuza disse que DiCaprio vai espalhar fake news “todos os anos quando houver épocas de queimadas”. “Nesse mesmo período de 2019 ele também estava estimulando fake news, dizem até que  financiava uma ONG que estava botando fogo na Amazônia. E vai ser a mesma coisa ano que vem nessa época. Ele é um Ciro Gomes, é uma Marina Silva, que aparece ali sazonalmente para marcar aquela posição e vender aquele peixe podre”, finalizou.