‘Se fosse presidente, teria demitido os dois’, diz Augusto Nunes após polêmica entre Salles e Maia

Perfil do ministro do Meio Ambiente chamou presidente da Câmara de ‘Nhonho’ na noite de quarta, 28, no Twitter; Salles afirma que conta foi invadida

  • Por Jovem Pan
  • 29/10/2020 19h59 - Atualizado em 30/10/2020 09h32
Jovem Pan"Existe uma oposição, ou mais de uma, a enfrentar, e em vez de fazer isso, ficam com briga doméstica", disse Augusto

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, protagonizou mais uma polêmica nesta semana. Após ter se desentendido nos últimos dias com o ministro-chefe da Secretaria de Governo do presidente, Luiz Eduardo Ramos, Salles criou um novo problema ao comentar em uma publicação do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em que era criticado, com a palavra “Nhonho”, personagem do seriado fictício mexicano Chaves. O comentário foi postado na noite desta quarta-feira, 28. Na manhã desta quinta, no entanto, o ministro negou que tenha sido ele o autor da ofensa, e disse que “alguém se utilizou indevidamente” da sua conta no Twitter”. O comentarista Augusto Nunes, do programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, afirmou que, se fosse presidente da República, “teria demitido os dois”.

“Há muita coisa para fazer, não falta serviço, coisas importantes, problemas, e fica esse bate-boca que não serve para nada. Se fosse presidente da República teria demitido os dois. (…) Eles desgastam o presidente. Recomendo ao ministro Salles que se dedique a executar a política ambiental que ele defende, em vez de ficar discutindo. Esse pessoal perde muito tempo com rede social. Existe uma oposição, ou mais de uma, a enfrentar, e em vez de fazer isso, ficam com briga doméstica. Salles deveria fazer como [Hamilton] Mourão vem fazendo: solucionar mais rapidamente os problemas da Amazônia. Esse tipo de bate-boca, esse pessoal que fica perdendo tempo em redes sociais, ou não sabe o que fazer, ou não tem o que fazer, ou está precisando aprender o que fazer”, disse Augusto.