‘Será uma vitória para mostrar que Maia sairá pela porta dos fundos’, diz Carla Zambelli sobre eleição na Câmara

Em entrevista exclusiva ao programa ‘Os Pingos Nos Is’, a deputada federal afirmou que Arthur Lira, apoiado pelo governo, deve receber ao menos 280 votos

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2021 19h45 - Atualizado em 29/01/2021 19h59
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoDeputada também comentou queixas de Baleia Rossi sobre interferência de Bolsonaro na eleição

Faltando três dias para a eleição do novo presidente da Câmara dos Deputados, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) disse que a possível eleição de Arthur Lira (Progressistas-AL) “será uma vitoria para mostrar que Maia sairá pela porta dos fundos”. O deputado é o candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na disputa contra Baleia Rossi (MDB-SP), que recebe o apoio do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A declaração foi dada durante entrevista exclusiva ao programa Os Pingos Nos Is desta sexta-feira, 29. Durante sua participação, Zambelli também disse estar confiante na vitória de Lira, estimando que ele deve receber ao menos 280 votos no pleito. “Ontem, estavam com 221 votos declarados para o Arthur Lira. Eu conheço quatro que não declaram. Se eu conheço quatro, e eu não sou uma pessoa de fácil acesso a todos os deputados, eu chutaria que a gente já tem 280 votos. Eu acho que nem deve haver segundo turno”, disse a deputada, que completou: “Vai ser uma vitória muito bonita. Vai ser uma vitória para mostrar para o Rodrigo Maia que aquele Rodrigo Maia do começo, que teve uma vitória interessantíssima em 2019, sai pelas portas dos fundos nessa nova eleição”.

Zambelli também comentou as declarações de Baleia Rossi, que afirma que Bolsonaro estaria interferindo na eleição do legislativo. Ao falar sobre o tema, a deputada negou que o presidente estaria interferindo, chamando o apoio a Lira de “preferência pessoal”, e citando a situação com a qual Rodrigo Maia se elegeu para o cargo em 2019. “Quando o PSL lá trás deu preferência para o Rodrigo Maia e houve um apoio público, ele não reclamou de interferência. Agora, quando existe uma preferência do presidente por outra pessoa, ele reclama de interferência porque, na verdade, ele está perdendo votos”, disse Zambelli, que continuou: “O presidente Rodrigo Maia e o deputado Baleia Rossi apostavam suas fichas no fato de que o presidente estivesse desmerecido pelo Congresso e que alguém apoiado pelo presidente perdesse. Eles tinham até esperança nisso. Quando a gente vê o Arthur Lira despontar e muita gente falar da eleição dele como certa, você vê um excesso de raiva por parte do Rodrigo Maia e de seu candidato, o Baleia Rossi”.