Veículos: o que é melhor, alugar, comprar à vista ou financiar?

A pandemia do coronavírus provocou uma queda na procura pelo transporte coletivo; saiba o que é preciso levar em consideração na hora de optar pelo automóvel particular

  • Por Lívia Zanolini
  • 03/03/2021 16h08 - Atualizado em 03/03/2021 16h13
PixabayPesquisa encomendada pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores apontou que 76% dos entrevistados planejam comprar um carro, seja zero-quilômetro ou usado

Antes de tomar qualquer decisão, é muito importante levantar todas as despesas que você terá com o veículo, sem se esquecer da depreciação. Acompanhe alguns exemplos. Imagine que você compre um carro popular zero-quilômetro, à vista, por R$ 58 mil. Ao longo de quatro anos, você terá um custo aproximado de R$ 19.273 com tributos, seguro e manutenção. Sem contar os gastos com combustível, o valor total desembolsado, nesse período, será de R$ 77.273. Depois disso, se você decidir trocar de veículo, levando-se em consideração a depreciação e o aumento de preço do carro novo, o valor total desembolsado ao longo de quatro anos, incluindo a troca, será de R$ 90.787.

Agora vamos supor que você compre o mesmo veículo, só que financiado em 48 parcelas. Somados os juros, o carro custará R$ 74.772. Esse montante mais as despesas com impostos, manutenção e seguro, resultará em um gasto de R$ 94.045. Neste caso, ao trocar o veículo, o valor desembolsado será de R$ 107.559. Mas, se você optar por alugar o automóvel por parcelas de R$ 1.904 ao longo de 48 meses, a quantia desembolsada será de R$ 91.392. E, depois, basta substituir o modelo ao renovar o contrato. Assim, neste cenário, o mais vantajoso é comprar à vista. Em segundo lugar, alugar e, em último caso, financiar.

Mas, segundo o planejador financeiro, Carlos Castro, isso não é regra. E, por isso, é preciso analisar outras variáveis antes de tomar uma decisão. “Quando compramos um carro, temos custos com IPVA, licenciamento, seguro, manutenção. E se compramos o carro financiado, temos os custos com juros. Já quando optamos por usar o carro na modalidade de aluguel, nós não temos esses custos. Por outro lado, quando eu compro um carro eu tenho um bem. Montamos cenários de troca de carro a cada ano, a cada dois anos, a cada três anos e a cada quatro anos, considerando que na modalidade aluguel eu posso trocar de carro a cada ano. A conclusão a que chegamos é que a vantagem entre comprar e alugar depende da frequência com que você troca de carro. Se você troca de carro a cada ano, a cada dois anos, a cada três anos, alugar é a melhor opção. A partir de quatro anos, é mais vantajoso comprar”. Tá Explicado?

Gostaria de sugerir algum tema para o programa? É simples. Encaminhe a sugestão para o e-mail online@jovempan.com.br e escreva Tá Explicado no assunto. Participe!