Tierry celebra o sucesso de ‘Rita’ e fala de amizade com Neymar: ‘Um presente’

Cantor passou anos compondo músicas de sucesso para artistas como Ivete Sangalo e Gusttavo Lima e, agora, está estourado nas rádios de todo o país

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2020 12h44
Reprodução/Instagram/tierryTierry é o cantor e compositor do sucesso 'Rita'

Depois de passar 12 anos escrevendo sucessos para artistas como Ivete Sangalo, Wesley Safadão e Gusttavo Lima, o cantor Tierry agora é conhecido no Brasil inteiro por conta da música Rita, um dos maiores hits do momento no Brasil. Em entrevista ao Tô na Pan desta quinta-feira, 12, o artista não escondeu que era seu sonho subir no palco e cantar suas próprias composições. “Eu achei que isso nunca ia acontecer comigo, tinha aceitado meu destino de fazer músicas para esses grandes artistas, só que Deus é maravilhoso, a gente tem o plano B, mas Deus tem um plano A, foi um presente. Depois de ter estourado tanta gente nesse país, chegou minha vez”, declarou o cantor.

Tierry contou que sempre tentou conciliar a carreira de compositor com a de cantor e fazia alguns shows na Bahia: “Sempre fui gravando meus discos para ver o que as pessoas iam achar, mas o mercado da música inflacionou bastante, precisava de grana para impulsionar e nem sempre tinha, então percebi que eu tinha que fazer músicas virais na internet para depois ir para as rádios e para a TV”. Foi justamente essa estratégia que levou o cantor ao estrelato, pois a música Rita viralizou nas redes sociais e já está bombando nas rádios de todo o país.

Com a popularização da música, muita gente começou a questionar que a história da canção é verídica. “A Rita representa a mulher arretada, a mulher estressada. Nesse mundo machista, a mulher precisa ser arretada mesmo para se impor. Claro que a facada é no sentido figurado, assim como a parte do ‘apunhalou pelas costas’ e a questão da queixa é uma expressão muito usada aqui na Bahia. Quando o cabra está apaixonado, ele perdoa mesmo”, afirmou. Tierry considera a música um caso verídico porque ouviu de um amigo advogado muitos casos em que a o homem chega a prestar queixa contra a mulher e depois retira.

“A Rita virou resenha jurídica em roda de advogados. Eu recebo muita marcação de profissionais que analisam essa questão, se o Tierry poderia retirar a queixa da Rita e eu fiquei sabendo que eu só poderia retirar se fosse lesão corporal leve. Em caso de tentativa de homicídio, eu não teria como tirar, por mais que eu quisesse”, contou o compositor que, além dos advogados, conseguiu chamar a atenção de Neymar com o seu hit. “O assessor dele me mandou mensagem dizendo que o Neymar era apaixonado pelo meu disco, pela Rita, e que ele tinha lançado um vídeo cantando. No outro dia, ele já estava me chamando para conhecer o Neymar e eu fui. Ele é um cara extremamente do bem, já me chamou para cantar em eventos dele, sinto que essa amizade vai dar pé”, falou o artista que lança novas músicas na sexta-feira, 13.