Felipe Moura Brasil: Bolsonaro faz PT chorar pela boquinha perdida

  • Por Felipe Moura Brasil/Jovem Pan
  • 05/11/2018 09h13 - Atualizado em 05/11/2018 10h13
Flickr/powtacA bancada da chupeta agora é virtual. A missão do PT nos próximos 4 anos vai ser subir hashtag

A bancada da chupeta agora é virtual.

A missão do PT nos próximos 4 anos vai ser subir hashtag.

Em seu perfil oficial no Twitter, o partido condenou a proposta de Jair Bolsonaro de privatizar ou extinguir a TV Brasil, conhecida também como “TV do Lula”.

“Senadores do PT condenam proposta de Bolsonaro de privatizar ou extinguir a TV Brasil. Essa é mais uma ação de Bolsonaro inclusa no pacote de entrega do patrimônio do povo brasileiro”.

“Patrimônio do povo brasileiro” é como o PT chama todas as estatais que o partido usava como cabide de emprego para a militância petista, torrando dinheiro público.

Foram bilhões de reais gastos ao longo dos quase nove anos em que a emissora de TV pública pertencente à Empresa Brasil de Comunicação rondou o chamado “traço” de audiência, ou seja: abaixo de 0,2 ponto no Painel Nacional de Televisão, o PNT.

Como cada ponto equivale a 240 mil domicílios sintonizados, trata-se da quinta parte disso, ou seja: apenas 48 mil domicílios.

O governo Lula criou a EBC em 2007, vinculada à Secretaria de Comunicação Social.

Os dois cargos principais da estatal são de escolha do presidente da República, claro.

Como se isto não bastasse, em 2016, o diretor-geral Américo Martins ainda pediu demissão pela tentativa de intervenção política do governo do PT na EBC.

O partido teria pedido para indicar nomes, e a grade de programação da emissora também era acompanhada de perto por integrantes do Planalto, como noticiou a imprensa na época.

Michel Temer, quando assumiu interinamente a presidência da República, em maio de 2016, demitiu o então novo presidente da EBC, Ricardo Melo, que havia sido nomeado por Dilma Rousseff 13 dias antes.

Em agosto deste ano de 2018, sob o governo Temer, a audiência da TV Brasil cresceu para 0,33 ponto, alcançando – oh, glória – metade da audiência da RedeTV.

E a que preço? Em 2017, pelo menos, a EBC recebeu 503 milhões de reais em transferências da União, de acordo com o demonstrativo de resultado da estatal. Ou seja: mais de meio bilhão de reais dos pagadores de impostos brasileiros.

Diante deste quadro, além do estouro das contas públicas deixado pelo PT, nada mais natural que um novo governo proponha a privatização ou extinção da TV do Lula.

Bolsonaro, apesar de seus recentes embates sobre verbas de publicidade federal para setores da imprensa, havia dito até que – aspas: “Nós preferimos confiar na mídia tradicional quando o governo quiser fazer os seus anúncios que tem que fazer.”

Mas o traço do PT em sinceridade e bom senso impede qualquer debate racional.

A bancada virtual da chupeta seguirá esperneando pela boquinha perdida.

Sugestão de Hashtag: #ResistênciaDoAtraso.