Relator da reforma administrativa apresenta cronograma de audiências

Calendário de trabalho final deve ser apresentado aos deputados na segunda-feira, 21; a previsão é que o ministro Paulo Guedes esteja presente em debate sobre o tema na próxima semana

  • Por Jovem Pan
  • 17/06/2021 10h29
Agência CâmaraParlamentar apresentou o plano de trabalho à comissão especial que discute o projeto; Maia defendeu a inclusão de todas as categorias na proposta

O relator da reforma administrativa na Câmara dos Deputados, Arthur Maia, propôs a realização de 13 audiências públicas para tratar de pontos da proposta de emenda constitucional. O parlamentar apresentou o plano de trabalho à comissão especial que discute o projeto. Maia defendeu a inclusão de todas as categorias na proposta. Para ele, juízes, integrantes do Ministério Público, parlamentares e militares das Forças Armadas devem estar na reforma. Ele ainda apontou a discussão sobre a ampliação dos cargos em comissão e funções de confiança como um tema sensível, que deve ser combatido pelos deputados. “A tentativa na PEC de fazer uma grande ampliação dos cargos em comissão, isso me parece, posso antecipar até a minha posição, me parece um equívoco muito grave, temos que coibir. Cargos de chefia, hoje de confiança, são todos com indicações próprias de servidores do Estado.”

O cronograma de trabalho apresentado por Maia deve passar por modificações, para incluir sugestões de outros deputados e a realização de um debate com o ministro da Economia, Paulo Guedes. O convite ao ministro já foi aprovado. A oposição queria a convocação, alegando que durante a discussão da PEC na Comissão de Constituição e Justiça, Paulo Guedes fez uma exposição e foi embora sem responder perguntas. O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, já está negociando uma data para ouvir o ministro na comissão especial. “Ele fez já esse debate na CCJ, responderá as perguntas pertinentes, não responderá as perguntas não pertinentes, que é seu direito. Vai ser tranquilo, já estou negociando por telefone a data do ministro Paulo Guedes. Ele virá na semana que vem, no máximo na próxima semana se a sua agenda não estiver de acordo. Estou pedindo que venha na semana que vem, se não puder ele virá na semana seguinte no máximo, é isso que está acordado. Então o convite do ministro está aceito e ele comparecerá”, disse. O cronograma de trabalho final deve ser apresentado aos deputados na próxima segunda-feira, 21.

*Com informações da repórter Letícia Santini