Alô, Salvador! Unidos do Peruche traz tempero da capital baiana para avenida

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2017 01h05

O carnavalesco Murilo Lobo disse que o objetivo era de mostrar "um pouquinho da história dessa cidade incrível"

Unidos do Peruche mostra o que Salvador tem no Anhembi

A Unidos do Peruche foi a segunda escola de samba deste sábado e levou como tema pra avenida a capital baiana, Salvador. E logo no começo a agremiação soltou dois mil balões em forma de pomba, fazendo um bonito espetáculo.

Assim como a Tom Maior, a Peruche teve dificuldade para entrar com o primeiro carro alegórico no Anhembi e precisou da força de muitos integrantes da escola.

A rainha da bateria da escola, Stephanye Cristinne, tem apenas 18 anos e está na Peruche desde os quatro anos de idade e teve que conciliar no último ano vestibular com o carnaval.

A escola voltou a ter problemas para entrar com outro carro bem grande no meio da apresentação, que quase engavetou, mas conseguiu entrar.

Entre as atrações da escola esteve a sambista Leci Brandão, a ala das baianas e uma ala chamada “Festa de Yemanjá”, que chamou a atenção pelo bonito efeito visual. As integrantes simulavam o oceano recebendo flores para a rainha do mar.

O carnavalesco Murilo Lobo disse que o objetivo era de mostrar “um pouquinho da história dessa cidade incrível”. Segundo ele, a Bahia já foi cantada por diversas escolas, mas a capital baiana, nunca.

De acordo com Lobo, a Peruche passou por uma transformação e conseguiu resgatar a credibilidade. Para ele, o carnaval de 2017 é a uma grande oportunidade para fazer a escola “voltar a ser grande”. Apesar da tensão com dois carros, a Peruche conseguiu fazer um desfile com o melhor de Salvador.