Andréa Sorvetão acredita que briga com Xuxa foi por viés político: ‘Sou de direita’

Apresentadora parou de falar com a ex-paquita após ela e o marido dizerem em um vídeo no qual pediam patrocínio que são ‘um casal hétero, cristão e tradicional’

  • Por Jovem Pan
  • 04/10/2021 10h35 - Atualizado em 04/10/2021 19h14
Reprodução/Instagram/andreasorvetaooficial/xuxameneghelAndréa Sorvetão e Conrado falaram sobre o desentendimento que tiveram com Xuxa

A ex-paquita Andréa Sorvetão comentou sobre o desentendimento que teve com a apresentadora Xuxa Meneghel após 30 anos de amizade. As duas pararam de se falar após Andréa e o marido, o cantor Conrado, postarem um vídeo se colocando à disposição de marcas para fazer publicidade, justificando que são “um casal hétero, cristão e tradicional”. A publicação viralizou e eles foram “cancelados” nas redes sociais. Em meio a repercussão, Andréa recebeu uma mensagem de Xuxa. “Pelo começo da mensagem, eu já vi que era falando sobre o assunto. Ela não me mandou no pessoal, mandou no grupo das paquitas”, contou a artista ao canal do YouTube “Rica Perrone”. “A gente não fez [o vídeo] com má intenção, o problema foi que [isso aconteceu] cinco dias do vídeo estar lá e viralizar”, acrescentou a ex-atriz, que gostaria de ter recebido uma mensagem de Xuxa no particular e no dia em que o vídeo foi postado.

Após esse episódio, a eterna rainha dos baixinhos cortou relações com o casal. Conrado disse “foi um choque” ver essa reação da apresentadora e falou que não esperava essa atitude dela depois de tantos anos de amizade. “Xuxa me ajudou no início da carreira, me ajudou financeiramente, ela pagou a escola da minha filha, ela me trouxe de volta ao Rio e me colocou no apartamento dela, ficamos lá sete meses”, contou o cantor. Para Andréa, o atrito com Xuxa não aconteceu apenas por causa do vídeo: “Acho que foi de viés político. Sou de direita, o Conrado é muito mais fervoroso. Quando aconteceu o negócio todo a gente assustou, não esperava de forma alguma o retorno que teve e como teve esse apoio dela contra a gente, o negócio ficou maior”. Conrado, que apoia o presidente Jair Bolsonaro, criticou a classe artística que é contra o atual governo e disse que isso que está acontecendo porque muitos artistas pararam de receber milhões para financiar seus projetos. Na visão do cantor, a esquerda nunca pensou no Brasil e nos pobres. A ex-paquita opinou: “Independente do presidente que estiver lá, o povo elegeu, então o mínimo é ter respeito”.