Nova testemunha e depoimento atualizado: entenda as reviravoltas do caso MC Kevin

Bianca Domingues afirma que lembrou de novos detalhes da noite do acidente e um músico português diz que estava no prédio da frente e viu o que aconteceu; novos fatos colocam MC VK na mira

  • Por Jovem Pan
  • 02/08/2021 10h53 - Atualizado em 02/08/2021 18h14
Reprodução/Instagram/mckevin/17.05.2021Caso de MC Kevin pode ganhar um novo desdobramento

O caso do cantor MC Kevin pode ganhar um desdobramento após novas informações serem encaminhados ao Ministério Público. O funkeiro morreu no dia 16 de maio, aos 23 anos, após cair do 5º andar de um prédio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. A investigação policial concluiu que a morte foi acidental, mas uma mudança no depoimento da acompanhante de luxo Bianca Domingues e as declarações de uma nova suposta testemunha podem comprovar a teoria de que MC VK teria instigado Kevin a pular da varanda. Em entrevista ao “Domingo Espetacular”, da Record TV, o advogado de Bianca, Danilo Garcia de Andrade, falou que sua cliente se lembrou de novos detalhes do dia da morte do cantor. “Ela se recorda perfeitamente da posição de cada elemento dentro do quarto”, declarou. A acompanhante de luxo também relatou que houve uma discussão acalorada entre Kevin e VK “na linha limítrofe do quarto para a varanda”. Segundo o advogado, Bianca não lembrou desses detalhes quando prestou depoimento à polícia, pois estava em choque e, no dia do acidente, estava sob efeito de drogas e bebidas alcoólicas.

No complemento do seu depoimento, que já foi encaminhado ao Ministério Público, o advogado de Bianca disse que ela lembrou que “o MC Kevin e o MC VK discutiam a possibilidade da senhora Deolane [Bezerra, viúva de Kevin] estar vindo no corredor do quarto 502”. “Ela não havia dito que nessa discussão, ambos estavam em pé, saindo para a varanda e foi essa discussão acalorada, com gestos bruscos que motivou o MC Kevin a passar a sua perna para o lado de fora da varanda, talvez numa tentativa de tentar passar para o andar de baixo ou talvez apenas de ficar pendurado. Isso nos coloca que não foi apenas um acidente, mas quem vai dizer se houve uma instigação é a polícia e o Ministério Público do Rio de Janeiro”, falou Danilo. Na versão que VK contou à polícia, ele estava saindo do banho quando o Kevin caiu. Bianca também afirmou que Jhonatas apareceu na porta do quarto dizendo que “moiô” e depois foi ao banheiro.

Nova testemunha

Além dos novos detalhes fornecidos por Bianca, uma nova suposta testemunha também pode mudar os rumos do caso. O músico português Fernando Dimmy Júnior disse ao “Domingo Espetacular” que estava no prédio da frente em uma festa e viu o que aconteceu junto com sua irmã: “Ela estava na varanda e gritou: ‘Vem ver aqui atos sexuais à distância’. Então, eu vi o que era para ver. Foi uns 10 minutos antes da queda, se não me engano”. De acordo com o músico, Jhonatas teria entrado no quarto querendo participar do ato sexual. “Ele entrou a primeira vez e o MC Kevin levantou a mão como se estivesse expulsando o Jhonatas do quarto. Deu a entender isso.” Fernando não sabe se Jhonatas entrou ou não no banheiro, mas viu que ele retornou ao quarto. “A terceira vez que o Jhonatas voltou a entrar foi de uma maneira muito brusca e, com certeza, é o momento em que ele disse a suposta frase: ‘moiô, moiô’.”

Na versão de Jhonatas, ele saiu do quarto porque Bianca não quis ele lá e Kevin pediu. Ele também negou que falou que Deolane estava vindo. Segundo Fernando, Jhonatas entrou no quarto querendo assustar e, nesse momento, MC VK levantou da cama e “movimentou os braços de uma forma assustadora”. “Deu a entender que o MC VK estava incentivando o Kevin a se pendurar naquele local. O Kevin largou a mão direita e ficou somente apoiado com a mão esquerda. E, ali, deu claramente para ouvir o que ele estava dizendo. Ele estava pedindo que o VK ajudasse ele. Ele gritou e deu para ouvir. Depois de ter gritado e não ter conseguido ficar apoiado no parapeito da varanda, quando estava para cair, ele deu um chute, como se fosse um chute no parapeito e foi se distanciando do edifício. Quando eu me dei conta do que estava acontecendo, que ele estava realmente caindo, que ninguém estava o ajudando. Eu fui pegar meu celular para ver se dava para gravar uma parte, assim eu poderia muito bem fazer a publicação disso sem ter que me expor, mas quando eu peguei o celular foi muito tarde”, finalizou.