Whindersson Nunes é criticado após confirmar que não foi traído por Luísa Sonza: ‘Eu que terminei’

No Twitter, humorista disse não ter vistos ataques contra a ex-companheira; mais cedo, cantora afirmou que fãs ‘inventaram novela’ sobre o relacionamento

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2021 21h20 - Atualizado em 10/05/2021 23h23
Reprodução/InstagramLuísa foi vítima de ataques por suposta traição no relacionamento com o humorista

O humorista Whindersson Nunes foi criticado depois de confirmar que não foi traído pela cantora Luísa Sonza, sua ex-mulher. Em seu perfil no Twitter, o comediante confirmou que ele decidiu terminar o relacionamento, desmentindo boatos de que a ex-companheira o teria traído com o cantor Vitão, com quem namora atualmente. Seguidores do humorista questionaram porque ele não se posicionou antes em defesa de Luísa, que foi alvo de ataques machistas por causa do término e dos boatos. Em resposta aos usuários, Whindersson afirmou que não viu nenhum ataque pois está trabalhando muito. Além disso, o humorista questionou porque ela nunca se posicionou sobre as “piadas de corno”. Por fim, Whindersson completou: “Eu tenho meus motivos pra nunca ter dito que não, e nunca ter dito que sim. Isso deveria ser só meu”.

Mais cedo, Luísa respondeu um tuíte que dizia que ela traiu Whindersson, afirmando não ter sido infiel e dizendo que as pessoas “inventaram uma novela” sobre o relacionamento da cantora e do humorista. “Eu não trai ninguém. Nunca. Eu nunca nem sequer larguei alguém, pra início de conversa. Vocês n sabem de p**** nenhuma do que realmente aconteceu. Inventaram uma novela pra essa história e eu já tô cansada de ouvir também”, escreveu Luísa. Na madrugada, a artista lamentou as mortes, citou Paulo Gustavo, criticou o presidente Jair Bolsonaro e chamou o governo de “genocida”. “Está tudo uma merda. Ver o Brasil nesse estado é desesperador. Todo dia é um esforço imenso para ter vontade de abrir um sorriso e seguir trabalhando e fazendo as coisas. Como seguir vivendo vendo tanta gente morrendo nesse país por causa do descaso de um governo genocida? Sério, eu estou com tanta raiva. Tanta tristeza. […] Todas essas mortes poderiam ter sido evitadas se tivéssemos um governo minimamente decente”, afirmou.

Depois de se posicionar na madrugada, Luísa voltou às redes na noite desta segunda, dizendo que está calada há muito tempo e que ela, ao lado de Vitão, já foram atacados verbalmente na rua. “Desenvolvi ataque de pânico. Minha família está sofrendo faz um ano, somos ameaçados de morte. Victor quando ainda tinha show drive in foi agredido com latinha e com agressões verbais por nada, mas eu vou seguir sem expor ninguém, nem expor tanta coisa que me magoou, mesmo que estejam (de novo) me atacando por algo que eu nem sei o que é, eu não vou revidar. Quem quiser resolver algo comigo, resolva conversando comigo e não com o Brasil inteiro”, escreveu a cantora em seu perfil no Twitter.