Podcast ‘Flow’ perde patrocinadores após Monark defender criação de partido nazista

Marcas repudiaram declarações do apresentador e romperam contrato com o programa

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2022 16h09 - Atualizado em 08/02/2022 20h48
Reprodução/Jovem Pan News Monark Monark defendeu criação de partido nazista

Patrocinadores do podcast “Flow” repudiaram a fala de Monark nesta terça-feira, 8, e romperam o vínculo com o programa após o apresentador defender a criação de um partido nazista. A Mondelez Brasil, detentora da marca de chocolate Bis, disse que repudia qualquer tipo de comentário ou manifestações nazistas e esclareceu que patrocinou dois episódios pontuais do podcast. “A empresa não tem contato com o canal, já tendo solicitado inclusive a retirada do seu nome do pool de patrocinadores”, diz o comunicado publicado nas redes sociais. O Flow entrevistou os deputados Kim Kataguiri (DEM-SP) e Tabata Amaral (PSB-SP) nesta segunda. Durante o programa, Monark  disse que “a esquerda radical tem muito mais espaço que a direita radical” e acrescentou: “As duas tinham que ter espaço, na minha opinião. Eu sou mais louco que todos vocês. Acho que tinha que ter o partido nazista reconhecido pela lei”. O apresentador afirmou ainda que “se o cara quer ser antijudeu, ele tem o direito de ser”.

A Flash Benefícios informou que, após o episódio, solicitou o encerramento formal do contrato com o Flow e ressaltou que as declarações de Monark são inadmissíveis. “Não há sociedade livre quando há intolerância ou busca por legitimação de discursos odiosos, nazistas e racistas, tecidos a partir de uma suposta liberdade de expressão”, disse a empresa. A Amazon também informou que Prime Video e Amazon Music não são mais anunciantes e nem patrocinadores. A Puma repudiou as falas do apresentador e ressaltou que não patrocina mais o podcast, tendo feito somente uma “ação pontual e isolada” no passado. “Já havíamos pedido para nosso logo ser retirado como patrocinadores e reforçamos isso novamente”, destacou. A Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) anunciou que o Flow não poderá mais transmitir os jogos do campeonato carioca por causa do discurso. O iFood também esclareceu, por meio das redes sociais, que não mantém mais relações comerciais com o podcast desde novembro de 2021.