Estudo sugere ligação entre ’13 Reasons Why’ e aumento de suicídios

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2019 16h11 - Atualizado em 06/05/2019 08h56
Beth Dubber/NetflixKatherine Langford interpreta Hannah Baker em "13 Reasons Why"

Um estudo do Journal of the American Academy of Child and Adolescent Psychiatry mostrou que a taxa de suicídios nos Estados Unidos cresceu 28,9% em abril de 2017, logo após o lançamento da primeira temporada da série “13 Reasons Why“, da Netflix.

De acordo com o levantamento, o número de suicídios entre adolescentes de 10 a 17 anos em abril de 2017 foi o maior em um único mês nos últimos cinco anos. O aumento foi identificado exclusivamente nessa faixa etária, que também representa cerca 75% da audiência da série.

“13 Reasons Why” gira em torno do suicídio da estudante Hannah Baker e o efeito da morte dela nos seus amigos de escola. Desde que foi lançada, a série gerou muita controvérsia, inclusive por mostrar explicitamente a morte da protagonista. O estudo, entretanto, não diz quais seriam as causas para o aumento dos suicídios.

Apesar das críticas, “13 Reasons Why” foi um dos maiores sucessos recentes da Netflix. A série, que é inspirada no livro homônimo de Jay Asher, já teve a terceira temporada confirmada.

Posicionamento da Netflix

O serviço de streaming, em contato com a Jovem Pan, afirmou que está ciente da pesquisa e emitiu nota oficial: “Nós vimos este estudo e estamos analisando a pesquisa, que contradiz outro estudo divulgado semana passada pela Universidade da Pensilvânia. É um tema de extrema importância e temos trabalhado muito para assegurar que estamos lidando de maneira responsável com essa questão sensível”.