Pai de Viih Tube, do ‘BBB 21’, procura a Justiça após a filha ser ameaçada de morte

Fabiano Moraes conseguiu uma liminar para o Facebook fornecer informações para a investigação

  • Por Jovem Pan
  • 22/04/2021 10h29 - Atualizado em 22/04/2021 20h31
Reprodução/Instagram/fabiano.moraes/22.04.2021Fabiano Moraes, pai de Viih Tube, vem defendendo a filha e procurou a Justiça

O produtor Fabiano Moraes, pai de Viih Tube, está tendo que lidar com a repercussão negativa que a participação da filha no “BBB 21” tem gerado. A sister não foi para nenhum paredão e, após quase três meses de confinamento, recebeu apenas dois votos, isso porque, segundo o público, Viih é “falsa” com os outros participantes da casa. A youtuber também tem a mania de comparar os colegas de confinamento aos seus familiares e isso virou piada nas redes sociais. Enquanto uns se divertem com o reality, outros esquecem que o “BBB 21” é apenas um jogo e estão ameaçando matar a sister. Fabiano divulgou nos stories do Instagram uma das mensagens que a filha recebeu nas redes sociais: “Mulher falsa, nojenta. Tem que matar ela com tiro para ver se para de ser falsa. Eu matava ela e jogava o corpo para os cachorros comerem”. O pai da youtuber comentou que já procurou a Justiça para tomar as medidas cabíveis.

“Todo o jurídico e a assessoria estão na caça de todos esses marginais. A que ponto chegamos! Bandidos por trás de uma rede social”, escreveu Fabiano. Também nos stories, o pai da sister postou prints mostrando que conseguiu uma liminar no Tribunal de Justiça de São Paulo para que o Facebook colabore com informações que possam ajudar a identificar os autores dos comentários ofensivos e de mensagens com ameaças. “Muitos pensam que nossa Justiça é lenta, mas não é. Vamos atrás de todos”, declarou o produtor, que também postou um vídeo com prints de várias postagens feitas nas redes sociais criticando sua filha. “Em que mundo estamos? BBB é um jogo de sobrevivência e não de convivência. Respeitamos a liberdade de expressão, mas ameaças e ataques ofensivos estão longe de ser uma crítica. Só pedimos respeito”, finalizou.