Paolla Oliveira critica falas de André Marques e Tiago Leifert após ‘Super Dança dos Famosos’

Atriz afirmou que os comentários de cunho sexual ao final da apresentação de funk ‘não foram legais’

  • Por Jovem Pan
  • 03/08/2021 12h59
Reprodução/Rede GloboPaolla Oliveira e Leandro Azevedo dançaram funk na 'Super Dança dos Famosos'

A atriz Paolla Oliveira, participante da “Super Dança dos Famosos“, criticou falas feitas pelo apresentador Tiago Leifert e pelo jurado convidado André Marques após a sua performance de “Rainha da Favela”, da cantora Ludmilla, no último dia 18. Ao final da apresentação de funk, Leifert perguntou a André Marques: “Desconcentrou aí, Dedé?”. “Teve um momento ali que deu uma suada”, completou o apresentador. “Pode falar? Está quente aqui o ar”, concordou o jurado convidado, que acrescentou ao dar a nota: “Cachorreira”. Após os comentários de conotação sexual, a artista deu uma entrevista ao O Globo e comentou sobre a sua participação no programa e sobre a situação. “Quando participei do ‘Dança dos famosos’ pela primeira vez, em 2009, estava apavorada, morria de medo de cair ao vivo em pleno ‘Domingão’. Tinha entrado na TV há pouco tempo, em 2005. Agora, no ‘Super Dança dos Famosos’, fico mais tranquila porque consigo me divertir um pouco. Como boa ariana caxias que sou, treino muito, mas me cobro menos. Mas não é fácil. Passaram-se 13 anos! É muita articulação para botar em ordem, fico toda dolorida depois que a adrenalina passa”, afirmou.

“Fiquei surpresa com a proporção que tomou a minha apresentação de funk. André Marques e Tiago Leifert fizeram comentários que não foram legais, do tipo ‘fiquei com calor’ e ‘que dança foi essa’”, criticou a atriz. “Mas, para mim, o que prevaleceu foram as observações das meninas ali presentes. A Fabiana Karla, por exemplo, chamou minha ‘raba’ de maravilhosa, nas palavras dela! É um momento de liberdade poder usar meu corpo para dançar funk e rebolar, logo eu que por tanto tempo fui guardada na gaveta da mocinha da novela. Por conta do que ainda precisa ser transformado, a gente não pode deixar de exaltar uma construção bacana que existiu ali, o empoderamento feminino. E na tarde de domingo”, pontuou Paolla.