Após Ruschel, Follmann também deixa a Chapecoense e recebe homenagem

Desde o acidente de 2016, o ex-goleiro exercia a função de embaixador e representava o clube pelo mundo

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2021 20h14 - Atualizado em 18/03/2021 07h26
Reprodução/ TwitterJakson Follmann foi homenageado nas redes sociais da Chapecoense

Jakson Follmann encerrou sua trajetória na Chapecoense. Quatro anos depois de sobreviver ao acidente de avião que vitimou 71 pessoas, o ex-goleiro rescindiu o contrato com a equipe, onde trabalhava como embaixador. Em suas redes sociais, a Chape agradeceu Follmann. “Os laços que juntam a sua história à nossa transcendem qualquer formalidade. Fomos unidos pela glória, pelas conquistas, pela dor e, principalmente, pela superação. Fomos alicerce diante do desafio das nossas próprias reconstruções. E se elas tornaram-se exemplo e inspiração, muito se deve ao fato de termos permanecido juntos”, escreveram no Twitter.

“Hoje, o vínculo profissional se encerra, mas a história continua. E tanto quanto sabemos que sempre poderemos contar com a sua torcida, queremos exaltar o nosso apoio na sua busca pela realização de novos sonhos. Seu nome e os seus exemplos estão eternizados nas páginas heroicas da nossa agremiação”, diz a nota. Follmann sai pouco depois que Alan Ruschel se transferiu para o Cruzeiro. Neto agora é o último dos sobreviventes da tragédia de 2016 a continuar no clube, exercendo um cargo na diretoria. Follmann estava na Chapecoense desde 2016 e fez parte do elenco campeão da Sul-Americana. No acidente, ele perdeu parte da perna direita e não voltou mais a jogar, mas continuou como embaixador do clube representando a Chape em eventos ao redor do mundo. Deu palestras e também venceu o programa de música ‘Popstar’, da TV Globo.