Corinthians retifica informação e ganhará menos em futura venda de Carlos Augusto

Saiba quanto o Timão irá faturar caso o Monza, que disputa a segunda divisão da Itália, negocie o lateral

  • Por Jovem Pan
  • 20/11/2020 10h17 - Atualizado em 20/11/2020 12h49
VILMAR BANNACH/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDOCarlos Augusto foi vendido ao Monza, da Itália

O Corinthians informou nesta sexta-feira, 20, que terá direito a uma participação menor do que a anunciada caso o Monza, que disputa atualmente a segunda divisão da Itália, venda o lateral-esquerdo Carlos Augusto para outra equipe. Em uma retificação do que foi passado em uma nota oficial no dia 28 de agosto, a diretoria alvinegra disse que o clube ficará com 60% do lucro dos italianos, que pagaram 4 milhões de euros (R$ 25,7 milhões), e não com 60% do valor em uma futura transferência.

“O Sport Club Corinthians Paulista retifica informação sobre a negociação do lateral-esquerdo Carlos Augusto. Em 28 de agosto de 2020, o clube emitiu uma nota informando a venda do atleta ao Monza. Foi explicado equivocadamente que o Corinthians teria direito a 60% do valor de uma futura transferência do jogador. A informação correta é que o clube terá direito a 60% do lucro que o Monza venha a obter em uma futura negociação”, informou o clube nas redes sociais e em seu site oficial.

Desta forma, o Corinthians não receberá nada se o Monza negociar Carlos Augusto, de 21 anos, por um valor igual ou inferior a 4 milhões de euros. Carlos Augusto fez toda a sua formação nas categorias de base do Corinthians. Como profissional, ele disputou 41 jogos e fez um gol – contra a Chapecoense, na Neo Química Arena, pelo Campeonato Brasileiro do ano passado -, sendo campeão do Paulista de 2019. Já na base conquistou a Taça BH Sub-17 de 2015, a Copa do Brasil Sub-17 de 2016 e a Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 2017.

*Com informações do Estadão Conteúdo