Exclusivo: Diretor de Marketing do Corinthians explica como irá revolucionar o setor do clube

Em entrevista ao Grupo Jovem Pan, Juca Colagrossi detalhou como pretende transformar o Timão em uma referência mundial no setor; confira

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2021 11h44
Reprodução/Jovem PanJuca Colagrossi é o novo diretor de Marketing do Corinthians

A gestão de Duílio Monteiro Alves, presidente do Corinthians recém-empossado, anunciou Juca Colagrossi como novo superintendente de Marketing, Comunicação e Inovação do clube. O profissional chega com a missão de revolucionar o setor, atraindo mais patrocinadores e fazendo com que a receita do Timão suba nos próximos anos. Em entrevista aos jornalistas Wanderley Nogueira e Flavio Prado, do Grupo Jovem Pan, Colagrossi exaltou a oportunidade de trabalhar no time que possui a segunda maior torcida do Brasil e explicou como pretende transformar o Alvinegro paulista em uma referência na área.

“Eu trabalho em Markentig esportivo há onze anos. Comecei minha carreira nos EUA, na NBA, NFL, WWE… E eu sempre tive a certeza de que um dia iria trabalhar em um clube. E essa vontade sempre foi porque eu sempre tive ao lado da mesa do consultor, que recomenda o clube ao que fazer. E eu sempre tive a sensação de que os clubes brasileiros são mais lentos nas medidas de adoção, na digitalização, por exemplo. Ainda existe uma dificuldade em entender que o patrocinador não é somente aquele que coloca uma marca na camisa, ele também gera venda na ponta”, comentou durante o programa Seleção Jovem Pan. “Eu aceitei o convite do Duílio quando ele veio conversar comigo. É a oportunidade de trabalhar no Corinthians, o maior time das Américas, e com um potencial gigantesco de crescimento de tudo; torcida, patrocínio, parceria, receita, sócio torcedor, etc. O Corinthians é uma pedra que, se você lapidar um pouco, vira a mais brilhante do mundo”, complementou.

Juca Colagrossi, entretanto, reconheceu que a tarefa de mudar a forma do clube se relacionar com os patrocinadores e com os torcedores não será fácil. Ainda assim, ele esmiuçou o seu projeto no programa exibido pelo Grupo Jovem Pan no último domingo, 3. “Os nossos três principais objetivos são: colocar o torcedor no centro do ecossistema corintiano, não sendo mais aquele que fica ao redor do clube. Todas as funções do clube precisam ser voltadas ao torcedor, ele é o propósito de tudo. A segunda missão é de mudar o conceito de que patrocinador só quer comprar visibilidade. O patrocinador no mundo digital tem opções, podendo patrocinar o futebol, outros esportes, filmes na Netflix e outros tipos de entretenimento. O clube tem que entender que além da visibilidade, que continua sendo importante, o patrocinador também quer engajamento da torcida e receita. Essa é uma profunda mudança cultural. E o terceiro objetivo é entender que a digitalização da sociedade deu ao fã digital um protagonismo que ele nunca teve. O torcedor tem um poder de mídia. É só pensar no caso Robinho, que foi barrado no Santos após as manifestações pela internet. Hoje em dia, o torcedor impede contratação, exige demissão. O clube vê isso com um medo, mas não é. É uma oportunidade de engajamento com o torcedor que nunca se teve antes”, comentou o profissional, que também visa mudar os programas de Sócio Torcedor.

Veja a entrevista completa a partir dos 31 minutos e 50 segundos