Jô se defende e nega ter comparecido a festa clandestina após jogo do Corinthians 

Através de sua assessoria de imprensa, o centroavante do Alvinegro paulista alegou ter passado no local apenas para entregar uma camiseta do time a uma amiga

  • Por Jovem Pan
  • 28/06/2021 13h03 - Atualizado em 28/06/2021 15h18
Montagem sobre fotos/Reprodução/Instagram/@tuddoassessoria/@silvapcaiqueJô se defendeu após ter sido flagrado em festa clandestina

O repórter Caíque Silva, do Grupo Jovem Pan, apurou que o atacante , do Corinthians, esteve em uma festa clandestina na madrugada desta segunda-feira, 28, após o empate diante do Fluminense, ontem, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Através de sua assessoria de imprensa, o centroavante do Alvinegro paulista se defendeu e negou ter comparecido a uma balada, alegando ter passado no local apenas para entregar uma camiseta a uma amiga. O clube paulista, até a publicação desta matéria, ainda não se posicionou sobre o caso.

“Estou passando para esclarecer uma situação que aconteceu comigo ontem. Para deixar bem claro: eu saí do clube depois que cheguei do Rio de Janeiro, passei no posto para abastecer meu carro, entreguei uma camiseta para um amigo meu e a amiga dele foi buscar. Entreguei para ela, e fui para casa. Então, está tudo bem tranquilo. Pela manhã, fiz meu regenerativo, cumpri meu compromisso e, agora, estou voltando para casa de novo. Fico muito triste com isso, mas a verdade está aí. Quarta-feira estamos aí. Vai, Corinthians!”, disse o atacante, já projetando o clássico diante do São Paulo, marcado para a próxima quarta-feira, 30, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão.