Exclusivo: Jô, do Corinthians, é flagrado saindo de festa clandestina em São Paulo

Em vídeos obtidos pelo repórter Caíque Silva, do Grupo Jovem Pan, o atacante do Alvinegro paulista aparece saindo de um restaurante, que estava funcionando como balada, logo depois do empate contra o Fluminense

  • Por Jovem Pan
  • 28/06/2021 10h43 - Atualizado em 28/06/2021 16h44
Reprodução/Twitter/@silvapcaiqueJô foi flagrado saindo de festa clandestina ao lado de mulher após empate do Corinthians

Poucas horas após participar do empate entre Corinthians e Fluminense, em São Januário, no Rio de Janeiro, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, o atacante foi flagrado na madrugada desta segunda-feira, 28, saindo de uma festa clandestina no bairro do Tatuapé, localizado na zona leste da capital paulista. Em vídeos obtidos pelo repórter Caíque Silva, do Grupo Jovem Pan, é possível identificar o atacante do Alvinegro paulista caminhando em direção ao seu carro, entregando uma camiseta do Timão a uma mulher e retornando ao local, um restaurante que estava sendo utilizado como balada. Vale lembrar que aglomerações estão proibidas em todo Estado de São Paulo durante a pandemia do novo coronavírus. Até a publicação desta matéria, o clube não se pronunciou sobre o caso.

Jô se isolou como maior artilheiro do Corinthians no século 21 ao balançar as redes contra Sport, na última quinta-feira, na Neo Química Arena, e diante do Fluminense, convertendo uma penalidade. Antes disso, porém, o atacante já vivia dias conturbados dentro do clube. Além de atravessar uma má fase dentro de campo, o veterano foi multado pela diretoria por utilizar contra o Bahia uma chuteira de cor azul-esmeralda, avaliada como verde, a cor do rival Palmeiras, por parte da torcida. Em março, ele já havia protagonizado uma polêmica ao curtir um resort ao lado de sua esposa e de Rómulo Otero em meio a um surto de Covid-19 no elenco.