Mauro Cezar responde ao presidente do Corinthians após ser criticado: ‘Velha estratégia’

Duílio Monteiro rebateu comentários do jornalista sobre as contas do clube alvinegro

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2022 21h54 - Atualizado em 17/01/2022 22h49
Reprodução/ Youtube mauro cezar e duílio Presidente do Corinthians e comentarista trocaram farpas sobre dívidas do clube

O presidente do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, disse em entrevista coletiva na semana passada que vem sendo criticado pelas contas do clube e citou em especial o comentarista da Jovem Pan, Mauro Cezar Pereira. “Eu entendo a necessidade de informação e notícia com essa velocidade das redes sociais, mas as coisas não andam na velocidade desse mundo digital. Às vezes a gente quer dar uma boa notícia, vocês precisam estar cobrindo e mostrando para o torcedor passo a passo. Se eu falo ‘nunca falamos com o Cavani‘ e lá na frente aparece alguma coisa vou sair de mentiroso, se eu assumo que falei, muitos levam para a chacota. O Mauro Cezar coloca diariamente que o Corinthians trata suas finanças como um negacionista trata a vacina, que o clube trata as finanças como se não houvesse amanhã. Isso é difícil para gente trabalhar no dia a dia”, desabafou o presidente.

Em resposta durante o programa ‘Esporte em Discussão‘, Mauro negou ter dito essas palavras e reforçou a ideia de que a gestão atual do Corinthians é ruim. “Essa é uma velha estratégia de dirigentes de futebol, citar jornalistas que não estão presentes para colocar a torcida contra e defender sua versão. O cenário do Corinthians é muito claro, a dívida beira R$ 1 bilhão e foi tratado nessa coletiva como uma vitória o fato de a dívida continuar em R$ 1 bilhão. Queria saber qual o gestor financeiro que acha legal depois de um ano continuar devendo tanto dinheiro. Se tivéssemos um fair play financeiro no Brasil, o Corinthians não poderia fazer as contratações e teria que se adequar. Ele disse que eu falei que ‘o Corinthians não tinha condições de contratar jogadores’ eu nunca disse isso, eu disse que o Corinthians não tem dinheiro. É um modelo de gestão arcaico”, disse o comentarista.

Confira abaixo toda a discussão sobre o assunto no programa ‘Esporte em Discussão’: