Torcedor que imitou macaco em Corinthians x Boca Juniors é solto após pagamento de fiança 

O homem deixou o Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), em São Paulo, após um amigo pagar fiança de R$ 3 mil

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2022 11h26 - Atualizado em 27/04/2022 11h29
EFE/Fernando Bizerra Torcedor do Boca Juniors que imitou macaco durante a partida do Corinthians foi solto após pagamento de fiança Torcedor do Boca Juniors que imitou macaco durante a partida do Corinthians foi solto após pagamento de fiança

Detido por ato racista, o torcedor do Boca Juniors que imitou um macaco durante a partida do Corinthians, válida pela terceira rodada da Copa Libertadores da América, foi liberado na manhã desta quarta-feira, 27. De acordo a Polícia Civil, o homem deixou o Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), em São Paulo, após um amigo pagar uma fiança de R$ 3 mil. A informação foi publicada pelo “Globoesporte.com” e confirmada pela reportagem do Grupo Jovem Pan.

O torcedor do Boca Juniors teve o ato racista gravado e divulgado nas redes sociais. Imediatamente, a polícia que estava na Neo Química Arena, casa do Corinthians, algemou e levou o argentino para a delegacia. Nas redes sociais, a diretoria corintiana emitiu um comunicado, repudiando o episódio. “O Corinthians repudia todo e qualquer ato de racismo e discriminação e agradece à Polícia Militar pela eficiência no apoio prestado. Esse fato só reforça a importância de nossa luta por um futebol sem ódio”, escreveu.

Este não é o primeiro caso de racismo nesta edição da Libertadores da América. Em jogo válido pela segunda rodada da fase de grupos, um torcedor do River Plate foi flagrado arremessando uma banana em direção aos torcedores do Fortaleza, em duelo disputado no Monumental de Núñez, em Buenos Aires. Após a repercussão, o homem foi identificado pela diretoria do clube argentino, que vetou a entrada dele em jogos do time no futuro.