Dirigentes do Flamengo reclamam de arbitragem mineira contra RB Bragantino e Fortaleza

Mandatários lembraram que o Rubro-Negro, terceiro colocado na tabela, está brigando pelo título justamente com o Atlético-MG, líder da competição

  • Por Jovem Pan
  • 06/10/2021 14h01 - Atualizado em 06/10/2021 17h24
Divulgação/FlamengoBAP é vice-presidente de relações externas do Flamengo

Luiz Eduardo Baptista, vice-presidente de relações externas do Flamengo, e Paulo César Pereira, VP da secretaria-geral do clube carioca, usaram suas contas no Twitter para reclamar da escala de arbitragem da CBF definida para os próximos dois jogos do time no Campeonato Brasileiro. Na rede social, os dirigentes flamenguistas questionaram o fato de árbitros de Minas Gerais estarem presentes na partida desta quarta-feira, 6, contra o RB Bragantino, no Nabi Abi Chedid, e também no duelo com o Fortaleza, marcado para sábado, 9, no Castelão. Os mandatários lembraram que o Rubro-Negro, terceiro colocado na tabela, está brigando pelo título justamente com o Atlético-MG, líder da competição.

No duelo contra o RB Bragantino, marcado para as 19 horas desta quarta-feira, o mineiro Emerson de Almeida Ferreira estará no comando do VAR. Já no duelo final de semana, Felipe Fernandes de Lima, de Minas Gerais, será o árbitro principal, sendo auxiliado pelos conterrâneos Felipe Alan Costa de Oliveira e Fernanda Nândrea Gomes Antunes. “Jogo hoje contra o Bragantino, VAR mineiro. Jogo contra o Fortaleza, sábado, arbitragem mineira. E a gente brigando com um clube mineiro pelo campeonato. Deve ser por causa da isonomia. Resta saber o que pensam os patrocinadores da CBF”, disparou Luiz Eduardo Baptista, o BAP. “VAR mineiro hoje e arbitragem mineira no sábado. Atlético MINEIRO é o primeiro colocado. ISONOMIA, COINCIDÊNCIA? Viva a CBF!”, ironizou Paulo Cesar.