Fim de uma era: Formiga encerra trajetória na seleção nesta quinta; relembre

Uma lenda da Canarinho, a volante representou o país nos últimos 26 anos e coleciona 233 jogos, com 151 vitórias, 35 empates e 47 derrotas

  • Por Jovem Pan
  • 25/11/2021 10h35
Rafael Ribeiro/ CBFFormiga é um dos principais nomes do futebol feminino na história

A meio-campista Formiga irá colocar um ponto final na sua passagem pela seleção brasileira a partir das 22 horas (de Brasília) desta quinta-feira, 25, no duelo diante da Índia, na Arena da Amazônia, em Manaus, na abertura do Torneio Internacional Feminino. Uma lenda da Canarinho, a volante representou o país nos últimos 26 anos e coleciona 233 jogos, com 151 vitórias, 35 empates e 47 derrotas. Ao todo, foram 37 gols marcados com a camisa verde e amarela, que ajudaram o Brasil a ganhar três medalhas de ouro nos Jogos Pan-Americanos (2003, 2007 e 2015), duas pratas em Olimpíadas (2004 e 2008), além de um vice em Copa do Mundo (2007) e um bronze no Mundial de 1999.

“A Formiga é o futebol feminino. Tantos anos na Seleção Brasileira, é incrível ela ter participado de tantos Jogos Olímpicos. Já a vi em diferentes clubes em outros países e fico muito orgulhosa de poder estar perto de uma jogadora como ela em seu último jogo pelo Brasil, ela é um exemplo”, declarou a treinadora da seleção brasileira, Pia Sundhage, em entrevista coletiva antes do jogo da Índia. Além de exaltar a importância da baiana para o futebol feminino, a técnica sueca também admitiu a dificuldade achar uma substituta à altura. “Acho que é muito cedo para falar sobre quem vai substituir a Formiga. Ela está aqui há tanto tempo. Estamos tentando encontrar jogadoras de meio-campo que sejam boas nas duas fases do jogo e a Angelina é uma jogadora desse tipo. Mas também me interesso na ideia de mudar o jeito do nosso meio-campo de jogar e procuro jogadoras jovens”, completou.

A importância de Formiga no futebol é tão grande que até Pelé, o Rei entre os homens, tratou de parabenizá-la antes de a bola rolar pelo Torneio Internacional. “Formiga, minha querida, eu queria lhe dar os meus parabéns mais uma vez. Infelizmente, não estou aí pessoalmente, mas mando daqui de todo o coração. Meus parabéns! E viva o Brasil! Viva Formiga”, disse o ex-jogador, em vídeo publicado nas redes sociais da seleção brasileira feminina. Já Marquinhos, capitão da Canarinho masculina, agradeceu pela contribuição da meio-campista. “Primeiramente, muito obrigado por tudo que você fez no futebol, seja na seleção ou pelas meninas brasileiras. Você é um ícone, não só para elas, mas como para todos. Obrigado! Que você possa ser muito feliz nessa transição pós-carreira”, falou o zagueiro do PSG.