Apresentado no PSG, Messi projeta parceira com Neymar e Mbappé: ‘Quero seguir ganhando títulos’

Além de ser acompanhado do presidente Nasser Al-Khelaifi e do diretor Leonardo, o astro recebeu apoio de uma multidão de torcedores do Paris; Neymar e argentinos foram fundamentais para acordo

  • Por Jovem Pan
  • 11/08/2021 10h28 - Atualizado em 11/08/2021 17h29
Reprodução/Twitter/@PSG_InsideLionel Messi é a maior contratação da história do PSG

Lionel Messi foi apresentado como o maior reforço da história do Paris Saint-Germain na manhã desta quarta-feira, 11, no Parque dos Príncipes. Em sua primeira entrevista como jogador do clube, o astro falou sobre como foi difícil se desligar do Barcelona, mas projetou uma passagem de sucesso no time francês. “Tenho que dizer que estou muito feliz. A saída do Barcelona foi muito dura porque foram muitos anos e é difícil mudar. Mas chego aqui com bastante vontade e ansioso para treinar. Desde que cheguei aqui fui bem recebido, assim como minha família. Não vejo a hora de encontrar os companheiros e a comissão técnica para começar a trabalhar. Quero agradecer ao presidente e ao Leonardo (diretor de futebol) por todo o carinho e pela rápida resolução do negócio. Quero seguir ganhando títulos pois o PSG é um clube ambicioso”, disse.

Além de ser acompanhado do presidente Nasser Al-Khelaifi e do diretor Leonardo, Messi recebeu apoio de uma multidão de torcedores do PSG. Do lado de fora do estádio, a torcida fez uma linda festa, com direito a fumaça colorida, fogos de artifício e muita cantoria. Emocionado, o argentino enalteceu os fãs e também projetou uma parceria de sucesso com Neymar e Kylian Mbappé. “Para mim, será uma felicidade gigantesca, poder dividir o dia a dia com jogadores fenomenais, pessoas incríveis. E minha vontade é começar logo a treinar, a competir. Farei isso com os melhores. Isso certamente é maravilhoso. Será maravilhoso viver o dia a dia e aproveitar a companhia deles”, comentou o meia-atacante, que recebeu a camisa 30.

Neymar, inclusive, foi uma das pessoas que ajudaram a levar Messi à capital parisiense. De acordo com craque argentino, ele teve uma conversa com o brasileiro e com alguns compatriotas do PSG antes de fechar o acordo. “Ney, Di María, Paredes, são amigos, jogadores que já conheço. Tive contato, conversamos. Eles fizeram muito para que eu escolhesse esse clube. Quando começou a conversa, quando vimos que era possível (vir para o PSG), falei com ele (o técnico Mauricio Pochettino). Conheço ele há muito tempo, pois somos argentinos, isso facilita as coisas. Nós conversamos, tudo ficou claro desde o início. O corpo técnico, os jogadores do PSG fizeram a diferença. Quando vi aquela lista de nomes, quis jogar neste clube”, revelou o seis vezes melhor do mundo, que ainda não tem data para estrear. “Não sei ainda, acabo de voltar de férias, estava há um mês parado. Falei com o técnico. Acho que vou ter que fazer uma pré-temporada sozinho, treinar para poder jogar. Espero que seja o quanto antes, mas não posso te dar uma data. Não é uma decisão que não é minha. Mas a vontade existe.”