Bayern de Munique vence o Tigres por 1 a 0 e conquista o tetra no Mundial de Clubes 

Equipe alemã faturou o seu sexto título na temporada 2019/20 – os comandados de Hansi Flick ganharam o Campeonato Alemão, a Liga dos Campeões da Europa, a Copa da Alemanha, a Supercopa da Alemanha e a Supercopa da Europa nos últimos meses

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2021 16h53 - Atualizado em 11/02/2021 17h38
EFE/EPA/NOUSHAD THEKKAYILBayern de Munique x Tigres pela final do Mundial de Clubes

O Bayern de Munique conquistou o Mundial de Clubes 2020 nesta quinta-feira, 11, ao derrotar o Tigres por 1 a 0, no Education City, em Doha, no Catar. Pavard fez o gol da vitória do Gigante da Baviera, que levantou o seu quarto caneco do torneio da Fifa – o clube já havia vencido as edições de 1976, 2001 e 2013. Com o resultado, a equipe alemã também faturou o seu sexto título na temporada 2019/20 – os comandados de Hansi Flick ganharam o Campeonato Alemão, a Liga dos Campeões da Europa, a Copa da Alemanha, a Supercopa da Alemanha e a Supercopa da Europa nos últimos meses.

Como já era esperado, o Bayern de Munique controlou as ações e se impôs no começo da partida. Aproveitando a velocidade de Davies e Coman, o time de Hansi Flick concentrou as suas jogadas pelo lado esquerdo do ataque. Por ali, o atacante francês quase marcou nos minutos iniciais e pressionou os mexicanos. Aos 18 minutos, Kimmich chegou a balançar as redes, mas o árbitro, com auxílio do VAR, marcou impedimento de Lewandowski, que participou da jogada ao atrapalhar o goleiro Guzmán. Nos minutos seguintes, o Gigante da Baviera continuou pressionando e até acertou o travessão com Sané, mas não conseguiu tirar o zero do placar. Com o passar do tempo, o Tigres passou a se defender bem, conduzindo a partida para o intervalo sem criar perigo a Neuer, mas marcando bem.

No retorno do intervalo, o Bayern de Munique não voltou impondo tanta intensidade, mas chegou com Gnabry, aos cinco minutos, que tirou tinta da trave. Pouco depois, Lewandowski se chocou com o goleiro do Tigres e a bola sobrou para Pavard, que completou para o fundo da rede e abriu o placar – no replay, no entanto, foi possível verificar que o polonês tocou com a mão na bola, caracterizando um gol irregular. Apesar de estar atrás no placar, o Tigres pouco incomodou e viu Alaba quase aplicar com uma batida de fora e com Tolisso acertar a trave. No fim, os alemães conduziram a vitória com tranquilidade, sem precisar se esforçar muito.