Treinador do Bayern exalta atuação do Tigres contra o Palmeiras: ‘Fiquei impressionado’

O treinador alemão não deu qualquer detalhe sobre a escalação, exceto pelo fato de que o zagueiro Jérôme Boateng não está disponível porque precisou voltar para Munique após a morte da sua ex-namorada

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2021 16h19
EFE/EPA/NOUSHAD THEKKAYILFlick, treinador do Bayern, elogiou o Tigres

Técnico do Bayern de Munique, Hansi Flick rechaçou nesta quarta-feira, 10, a ideia de que esteja esperando por uma vitória fácil na final do Mundial de Clubes contra o Tigres (México), marcada para esta quinta, no Catar. “Eu vi a semifinal (em que o Tigres venceu o Palmeiras por 1 a 0) e fiquei impressionado com a forma como eles jogaram. Eles têm muita intensidade e muita qualidade de ataque pelos lados. Eles vão exigir tudo de nós, vai ser um jogo difícil”, advertiu Flick em entrevista coletiva no Education City Stadium, palco da decisão de amanhã.

Como de costume, o treinador alemão não deu qualquer detalhe sobre a escalação, exceto pelo fato de que o zagueiro Jérôme Boateng não está disponível porque precisou voltar para Munique após a morte da sua ex-namorada. “É preciso ter jogadores que estejam acostumados a jogar juntos, mas que também sejam fisicamente frescos”, limitou-se a dizer.

O Bayern venceu o Al-Ahly por 2 a 0 na última segunda e se classificou, enquanto os ‘Felinos’ superaram o Palmeiras e se tornaram o primeiro representante da Concacaf e chegar à final.”Temos que estar atentos. O Tigres joga bem, é rápido pelos lados e no meio tem jogadores que marcam gols. Temos que estar totalmente atentos desde o início e aproveitar ao máximo nossas chances”, disse Flick, que, embora não acredite em jogo fácil, está confiante na luta pelo bi. “Trata-se sempre de pressionar o adversário e aproveitar ao quando tivermos a bola. Fizemos isso bem na semifinal. Tenho uma enorme confiança na equipe, conseguimos estabilidade na defesa, estamos em um bom nível e estamos bem preparados”, enalteceu.

*Com informações da Agência EFE