Especulado no Barcelona, Pep Guardiola diz querer ‘mais tempo’ no Manchester City

Contrato do treinador com o time inglês termina em junho de 2021 e a renovação ainda não foi discutida

  • Por Jovem Pan
  • 30/10/2020 18h27
Reprodução/TwitterPep Guardiola é cotado no Barcelona por candidato à presidente, Victor Font

O contrato do espanhol Pep Guardiola com o Manchester City termina no fim da temporada 2020/21 e isso já o faz ser cotado no Barcelona, pelo candidato à presidência do clube, Victor Font. “É nossa intenção construir um projeto muito forte e competitivo e temos muita sorte no Barça por termos herdado um estilo de jogo que Johan Cruyff incutiu em toda a organização. A maioria dos melhores profissionais que conhecem esse estilo também são torcedores e amam o clube – como Pep Guardiola, Xavi, Iniesta, PuyolEles são todos lendas, ​​mas não funcionam para o Barça hoje – precisamos trazê-los de volta para garantir que teremos um projeto muito competitivo”, disse Font ao Sky Sports News.

Mas parece que Guardiola não está bem interessado nesse novo contrato. Também para o Sky Sports, o treinador disse que está feliz em Manchester e pretende ficar mais tempo a frente do clube azul da cidade. “Estou extremamente feliz aqui, por estar em Manchester, e espero poder fazer um bom trabalho esta temporada para ficar mais tempo”, comentou. A frente do clube inglês desde 2017, Pep já conquistou duas Premier League, uma Taça da Inglaterra, três Copa da Inglaterra e duas Supertaças da Inglaterra.

O maior sonho da equipe, a conquista da Liga dos Campeões, foi o único troféu que Guardiola ainda não alcançou, mas segue em seu encalço. Nesta temporada, o City é o líder do Grupo C (com Porto, Olympiacos e Olympique de Marsella) e tem 100% de aproveitamento nas duas primeiras rodadas da fase de grupos. No entanto no Campeonato Inglês a equipe não está bem. Depois de seis rodadas disputadas o City está na 13ª colocação (duas vitórias, dois empates e uma derrota) e sofre com uma série de lesões dos seus principais jogadores, como Gabriel Jesus, Nathan Ake, Benjamin Mendy e Sergio Aguero.