‘Imparável’, Benfica de Jorge Jesus contrata 7º reforço; desta vez, o mais caro da história do clube

O clube português é o “novo rico” do futebol europeu e tem a pretensão de voltar a disputar o título da Liga dos Campeões na próxima temporada

  • Por Jovem Pan
  • 02/09/2020 10h38 - Atualizado em 02/09/2020 10h38
Montagem sobre fotos/Benfica/DivulgaçãoO Benfica de Jorge Jesus segue muito ativo no mercado de transferências da Europa

Como já era esperado, o Benfica de Jorge Jesus segue imparável no mercado de transferência. Desta vez, o clube acertou a contratação do jovem atacante uruguaio Darwin Núñez, de 21 anos, que deixará o Almería, da Espanha, para se juntar ao time português. A negociação, segundo a imprensa lusitana, será fechada por 24 milhões de euros (R$ 153 milhões), o maior valor já pago pelo clube na história. O próprio jogador confirmou a transferência nesta quarta-feira, 02.

“Assinei por cinco anos. Levo o Almería no meu coração e quis me despedir pessoalmente porque fui muito bem tratado desde o primeiro dia que cheguei aqui”, afirmou Núñez, à rádio espanhola Cadena SER. Ele ainda não foi anunciado oficialmente pelo Benfica, é verdade, mas tal fato deve ocorrer nas próximas horas, quando o atleta desembarcará em Portugal junto a Rui Costa, diretor esportivo do clube que fechou a transferência na Espanha.

Os 24 milhões de euros que serão pagos pelo Benfica ao Almería superarão os 22 milhões desembolsados ao Atlético de Madrid por Raúl Jiménez, em 2015, até hoje a contratação mais cara da história do clube. O valor também representará a maior venda da história do Almería, ultrapassando a negociação do volante brasileiro Felipe Melo com a Fiorentina por 8 milhões de euros, em 2009.

Autor de 16 gols pelo Almería na última temporada, Darwin Núñez é o sétimo reforço do Benfica para a temporada 2020/21. Antes dele, o clube, que é o “novo rico” do futebol europeu e tem a pretensão de voltar a disputar o título da Liga dos Campeões da Europa sob o comando de Jorge Jesus, já havia anunciado: o lateral Gilberto, ex-Fluminense, o zagueiro Vertonghen, que estava no Tottenham, o goleiro Helton Leite, ex-Boavista, além do meia Pedrinho, ex-Corinthians, e dos atacantes Everton Cebolinha, que estava no Grêmio, e Waldschmidt, ex-Freiburg.