Exclusivo: ‘Jorge Jesus já deu a palavra que vem ao Benfica’, revela jornalista de Portugal

Laercio Roma, que trabalha na imprensa portuguesa há mais de uma década, revelou que conversou com um amigo do treinador que lhe informou que o comandante do Flamengo já “deu a palavra” ao clube português de que irá voltar

  • Por Jovem Pan
  • 17/07/2020 14h26 - Atualizado em 17/07/2020 14h45
Thiago Ribeiro/AGIF/Estadão ConteúdoJorge Jesus tem mais títulos do que derrotas como treinador do Flamengo

A confirmação do retorno de Jorge Jesus ao Benfica é, realmente, apenas uma questão de tempo. Em participação no Esporte em Discussão desta sexta-feira, 17, no Grupo Jovem Pan, o jornalista brasileiro Laercio Roma, que trabalha em Portugal há mais de uma década, revelou que conversou com um amigo do treinador que lhe informou que o comandante do Flamengo já “deu a palavra” ao clube português de que irá voltar. Segundo Roma, Jesus já acertou salários, plano de trabalho e até pediu contratações ao presidente do Benfica. O dirigente, em contrapartida, garantiu ao profissional de 65 anos que montará um time capaz de disputar o título da Liga dos Campeões da Europa, grande sonho do treinador.

“Eu tenho um grande amigo, jornalista veterano, que tem uma relação muito afinada com o Jorge Jesus. Eles são amigos de tomar vinho juntos, de sair para jantar. A informação que eu recebi é de que o Jorge Jesus já acertou salários, plano de trabalho e já pediu algumas contratações ao Benfica. O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, prometeu a ele que montaria uma equipe capaz de disputar o título da Champions, ou de chegar muito mais longe do que tem chegado nos últimos anos. E o Jorge Jesus tem o sonho de chegar a uma final de Champions. Ele já chegou duas vezes à final da Liga Europa e foi vice em ambas”, afirmou Laercio Roma.

O único fator que tem impedido o anúncio oficial, de acordo com o jornalista, tem relação com uma vontade do treinador. Jesus, segundo Roma, quer sair do futebol brasileiro “pela porta da frente” e, por isso, pediu para que o Benfica negocie diretamente com o Flamengo, sem a sua “ajuda”. Este detalhe tem “atrasado” o desfecho das tratativas. “O Jorge Jesus já disse que vem, já deu a palavra que vem. A única coisa que está pegando é o seguinte: o Jorge Jesus quer sair do Brasil pela porta de frente. E o que ele considera ser a porta da frente? ‘Olha, Benfica, você vai lá na porta do Flamengo, diz que quer me contratar, acerta tudo com eles, paga a multa rescisória, e eu saio de lá absolutamente tranquilo. Mas vocês têm de negociar a minha saída com o Flamengo'”, explicou Laercio.

“Na verdade, o que ele quer é sair bem não só do Flamengo, mas do futebol brasileiro. Pelo trabalho que fez no Brasil, ganhando os títulos que ganhou e em tão pouco tempo, ele sabe que tem um mercado aberto e que, amanhã, um outro grande clube do País pode chegar e chamá-lo de volta. Agora, se ele sair mal, pode não voltar, seria um mercado que se fecharia. E ele não quer isso. Resumindo: o Jorge Jesus já tem tudo acertado com o Benfica. Só depende basicamente de o Benfica fazer um acerto político com o Flamengo”, acrescentou.

O jornalista também garantiu que Jesus ainda não falou ao clube rubro-negro, “de maneira clara”, que deseja sair. Porém, enfatizou que o movimento do treinador de retorno à Europa não necessariamente pega o Flamengo de surpresa. “Não há nenhum posicionamento desonesto no que o Jesus está fazendo”, avaliou Laercio Roma. “Porque ele sempre deixou muito claro para a direção do Flamengo que, se tivesse uma proposta de um bom projeto de trabalho na Europa, ele iria embora. É claro que ele disse há uns sete, oito meses que só sairia do Flamengo para um gigante do futebol europeu. O Benfica, hoje, não é um gigante do futebol europeu, mas já foi bicampeão da Champions, tem um dos maiores números de sócios-torcedores no mundo e há essa promessa de que montará um time forte para lutar pelo título continental novamente”, finalizou.

A possibilidade de Jorge Jesus deixar o Flamengo para voltar ao Benfica começou a ser levantada há algumas semanas. Após a demissão do treinador Bruno Lage, no mês passado, o comandante rubro-negro, que já esteve à frente da equipe de Lisboa entre 2009 e 2015, passou a ser apontado como o favorito para ocupar o cargo. De acordo com a imprensa portuguesa, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, disponibilizou um orçamento de mais de 100 milhões de euros (R$ 603 milhões) apenas para a montagem do elenco para 2020/21. A intenção é convencer o atual campeão da América a retornar ao país-natal e ser competitivo na Champions League. Jesus renovou com o Flamengo até o meio de 2021, é verdade, mas teria ficado balançado com a oportunidade de voltar a comandar um clube tradicional da Europa. Veículos lusitanos informam que o Benfica aguarda uma resposta do treinador até a semana que vem.

Confira, no vídeo abaixo, todas as informações reveladas por Laercio Roma: