Jogador do PSG diz ter sido roubado por garota de programa em Paris

De acordo com a revista ‘Le Point’, uma mulher trans levou 200 euros (R$ 1,29 mil) do atleta que defende o time parisiense

  • Por Jovem Pan
  • 27/10/2021 10h26 - Atualizado em 27/10/2021 10h31
EFE/EPA/Ian LangsdonJogadores do PSG comemoram vitória contra o RB Leipzig, na Liga dos Campeões

A revista “Le Point” e outros veículos de comunicação franceses informaram nesta quarta-feira, 27, que um jogador do Paris Saint-Germain denunciou ter sido roubado por uma garota de programa, na capital da França. O incidente aconteceu no parque público Bois de Boulogne, área conhecida como zona de prostituição na cidade, na terça-feira, 26, à noite, por volta de 20h (15 de Brasília). Segundo a publicação do “Le Point”, o atleta, que não teve a identidade revelada, estava dentro do carro quando parou em um sinal, numa das vias internas do parque, localizado no oeste da capital francesa.

De acordo com fontes da investigação entrevistas pela revista, uma mulher trans que fazia programas no local se aproveitou para entrar no veículo e levou a carteira e o telefone celular da vítima. Na sequência, a criminosa exigiu que o jogador do PSG conduzisse o carro até determinado ponto da cidade e devolveu o telefone a ele, embora tenha ficado com a carteira que continha 200 euros (R$ 1,29 mil). Conforme a “Le Point”, a vítima se dirigiu até policiais e informou que a garota de programa aparentava estar armada nas mãos durante o assalto.