LaLiga apoiará clubes que não liberarem jogadores para eliminatórias sul-americanas

Administradora do Campeonato Espanhol criticou a decisão da Fifa de aumentar de nove para 11 dias a paralisação entre setembro e outubro

  • Por Jovem Pan
  • 24/08/2021 18h42
Divulgação FCBCampeonato Espanhol tem 25 jogadores que atuam em seleções da Conmebol

A LaLiga anunciou nesta terça-feira, 24, que apoiará os clubes espanhóis que decidirem não liberar jogadores para a convocação das seleções da Conmebol e criticou a “grave decisão unilateral” da Fifa que aumenta em dois dias – dos nove inicialmente previstos em setembro e outubro para 11 – o tempo que os atletas terão que representar seus respectivos países. “Sobre a grave decisão unilateral da Fifa, sem abordar outras soluções sugeridas no World Leagues Forum, LaLiga comunica que apoiará em todos os âmbitos a decisão dos clubes espanhóis de não liberarem seus jogadores para a convocatória das seleções da Conmebol”, explicou a entidade em comunicado. De acordo com o texto, a liga de futebol espanhol tomará “as ações legais pertinentes contra esta decisão que afeta a integridade da competição ao não permitir a disponibilidade dos jogadores”.

“No momento, são 25 jogadores de 13 clubes diferentes, número que pode aumentar quando forem divulgadas as convocações de Equador e Venezuela. A associação espanhola entende que o calendário mundial não pode nem deve ser modificado desta forma, principalmente existindo soluções alternativas”, acrescenta. Além disso, a entidade lembra que já expressou desconforto com esta situação através do World Leagues Forum, onde expôs “a falta de sensibilidade para com os clubes” com o calendário internacional “que é estabelecido e acordado com quatro anos de antecedência e ao qual as ligas nacionais já se adaptaram levando em conta as circunstâncias da covid-19, mas sempre de uma forma acordada entre todas as partes envolvidas”. LaLiga anunciou que convocará todos os clubes afetados para uma reunião nos próximos dias.

*Com informações da EFE