Lewandowski prejudicado? Quem sai perdendo com cancelamento da Bola de Ouro

Centroavante do Bayern de Munique foi goleador do Campeonato Alemão e da Copa da Alemanha, além de estar no topo da tabela de artilharia da Liga dos Campeões da Europa

  • Por Jovem Pan
  • 20/07/2020 10h06
EFE/EPA/FILIP SINGERRobert Lewandowski, do Bayern de Munique, está em grande fase

A France Football informou que o prêmio Bola de Ouro foi cancelado em 2020. Como justificativa, a revista afirmou que não vê condições justas e nem clima para a tradicional premiação acontecer em meio à pandemia da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Imediatamente, a web reagiu de maneira negativa com a decisão e viu alguns jogadores serem prejudicados, como o atacante Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, apontado como um dos melhores da temporada na Europa até então e que poderia faturar o troféu pela primeira vez em sua carreira.

O polonês foi artilheiro do Campeonato Alemão e da Copa da Alemanha, conduzindo os bávaros aos dois títulos. Além disso, ele é o atual goleador da Liga dos Campeões da Europa – o torneio será reiniciado em agosto, na cidade de Lisboa, em Portugal. Somando todas as competições disputadas por Lewa na temporada 2019/20, o centroavante contabiliza 43 partidas, contribuindo com incríveis 51 gols e 6 assistências. A marca, com certeza, faria o experiente atleta brigar pela honraria mais cobiçada entre os melhores futebolistas do planeta.

Lewandowski, entretanto, não é o único prejudicado com a determinação da revista France Football. Neymar, que deixou o Barcelona e rumou ao Paris Saint-Germain com esse objetivo, também estava em busca da Bola de Ouro nesta temporada. Apesar de perder metade dos jogos do seu time, o brasileiro está treinando forte para tentar liderar o PSG no que pode ser o título inédito do clube na Liga dos Campeões. Na temporada, o camisa 10 do time parisiense e do Brasil possui 22 jogos, 18 tentos e 10 passes para gols.

Outras estrelas também estavam no páreo para conquistar a Bola de Ouro pela primeira vez. Kevin de Bruyne, por exemplo, estava fazendo temporada fantástica no Manchester City, sendo considerado por muitos especialistas como o melhor do atual Campeonato Inglês. Além disso, ele estava apresentando um bom desempenho na Champion League, torneio em que a equipe de Pep Guardiola se encontra nas oitavas de final. Ao todo, o meio-campista tem 44 partidas, com 13 bolas nas redes e 21 assistências.

Fora os três já citados, os franceses Kylian Mbappé (PSG), Karim Benzema (Real Madrid) também poderiam entrar na luta pelo prêmio. Lionel Messi (Barcelona) e Cristiano Ronaldo (Juventus), os maiores vencedores da premiação com seis e cinco Bolas de Ouro, respectivamente, também estão mantendo o alto nível nesta temporada e podem ser colocados como os melhores na Espanha e Itália.

Vale lembrar que a cerimônia do Fifa The Best também foi cancelada. A entidade, por outro lado, ainda não definiu se entregará os prêmios à distância ou não.