Presidente do Barcelona explica por que contrato de Messi ainda não foi renovado

Na última quarta-feira, 30, o maior ídolo da história do Barça ficou livre de contrato, podendo assinar com qualquer time; astro está defendendo a seleção argentina na Copa América

  • Por Jovem Pan
  • 01/07/2021 10h40 - Atualizado em 01/07/2021 16h29
EFE/EPA/Manu Fernandez Lionel Messi durante partida do Barcelona Lionel Messi ainda não renovou com o Barcelona e está sem contrato

A torcida do Barcelona ainda não sabe se verá novamente Lionel Messi em campo vestindo as cores do clube do coração. Na última quarta-feira, 30, o maior ídolo da história do time ficou livre de contrato, podendo assinar com qualquer equipe enquanto representa a Argentina na Copa América. Juan Laporta, presidente do Barça, no entanto, acredita que o vínculo com o craque será prorrogado. Nesta quinta-feira, 1º, no entanto, o mandatário revelou por que ainda não chegou a um acordo com os representantes do astro. “Queremos que ele fique e Leo quer ficar, está tudo indo bem. Ainda temos que lidar com esta questão do Fair Play Financeiro. Estamos em processo de encontrar a melhor solução para ambas as partes”, declarou o presidente do clube espanhol, em entrevista à rádio Onda Cero.

Laporta, é verdade, não revelou detalhes sobre as conversas com Messi. Ainda assim, no começo de 2021, a imprensa europeia informou que o último contrato do argentino, firmado em 2017, rendeu ao astro da bola cerca de 138 milhões de euros (na cotação atual, aproximadamente R$ 814 milhões) por temporada. Com o clube em grave crise financeira e acumulando dívidas que chegam a 1,2 bilhão de euros (R$ 7 bilhões), a tendência é que atacante sofra uma redução salarial, caso de fato acerta com os catalães. Questionado por jornalistas na entrada de seu escritório em Barcelona, na quarta-feira, sobre a renovação de contrato de Messi, o dirigente não deu nenhum detalhe sobre as negociações com o staff do craque argentino, mas mostrou bom humor e disse que não preocupação. “Fiquem tranquilos”, disse o presidente antes de entrar nas instalações do clube.

Messi está no Barcelona desde a infância, assinando seu primeiro vínculo profissional em 2005. Maior artilheiro da história do clube, o argentino soma até aqui 778 jogos, com 672 gols e 264 assistências. Além disso, conquistou quatro títulos da Ligas dos Campeões da Europa e 10 do Campeonato Espanhol, entre outros triunfos – são 33 no total. Na temporada passada, o jogador ficou perto de deixar o Camp Nou, mas viu uma cláusula prevista em seu contrato impedir a sua saída e preferiu não ir à Justiça para se desligar. Na época, com o presidente Josep Maria Bartomeu no comando, o argentino esteve próximo do Manchester City, que é treinado pelo espanhol Pep Guardiola, seu ex-treinador no clube espanhol. Após a saída do ex-mandatário, o clima entre o atleta e a agremiação melhorou e a expectativa, agora, é de um desfecho positivo.