Presidente do Barcelona polemiza sobre possível retorno de Neymar: ‘Ele está refém do dinheiro’

Joan Laporta também falou sobre a chance de Messi retornar ao Camp Nou

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2022 10h25
EFE/EPA/CHRISTOPHE PETIT Neymar durante partida válida pelo Campeonato Francês Neymar está no Paris Saint-Germain desde 2017

Presidente do Barcelona, Joan Laporta afirmou que o clube não fará loucuras nesta janela de transferências. Em entrevista ao jornal “L’Équipe”, o dirigente foi questionado sobre a possibilidade de recontratar o atacante Neymar, que pode ser negociado pelo Paris Saint-Germain, apesar de ter contrato até a metade de 2025. Enfático, o mandatário disse que gostaria de contar mais uma vez com o talento do brasileiro, mas afirmou que ele é “refém do dinheiro” na capital francesa. “Quem não gosta do Neymar? É um jogador excepcional, mas tem mais quatro ou cinco anos de contrato com o PSG. Ele está efetivamente refém do dinheiro. A única maneira de voltar é de graça. Seria irracional pagar uma taxa de transferência para um jogador que você já teve”, declarou.

Sem polemizar, Joan Laporta também respondeu sobre um possível retorno de Lionel Messi, que também deixou o Barcelona rumou ao Paris Saint-Germain, mas viveu um caso raro – o argentino deixou a Catalunha por causa de problemas financeiros do time espanhol. Seguindo a mesma linha, o atual mandatário do Barça também afirmou que o maior ídolo só volta “de graça”, algo que pode acontecer na metade de 2023, quando seu contrato expira no PSG. “Leo (Messi) saiu como saiu. Todos gostaríamos que ele terminasse sua carreira aqui, mas por causa das regras de fair play (da LaLiga) e por causa da oferta do PSG, não foi assim. Se quiser voltar um dia, teria que ser de graça. E a equipe técnica teria que decidir se ele se encaixa no novo projeto ou não”, frisou.