Sincero, técnico admite que Arthur não vingou no Barcelona: ‘Não é o 1º e nem o último’

O meia brasileiro, que chegou ao Barça com status de substituto de Xavi, está prestes a se transferir para a Juventus

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2020 16h25
Barcelona/DivulgaçãoArthur foi apresentado pelo Barcelona em julho de 2018

O técnico do Barcelona, Quique Setién, declarou nesta sexta-feira, 26, que o meia Arthur, que está perto de se transferir para a Juventus, é apenas mais um exemplo de um jogador que não “vingou” após ter sido contratado com alguma badalação. “Ele não é o primeiro nem o último jogador a assinar com grandes esperanças e expectativas e, no final, elas não se concretizam por que quer que seja. Não sei se isso vai acontecer com Arthur ou não, mas acontece com muitas equipes e muitos jogadores. Nunca saberemos se foi uma grande transferência ou não”, analisou Setién, em entrevista coletiva prévia ao jogo do próximo sábado, contra o Celta de Vigo, pela 32ª rodada do Campeonato Espanhol.

O brasileiro de 23 anos chegou ao Barcelona em julho de 2018 como uma aposta para o futuro e foi até comparado ao ídolo Xavi Hernández, que admitiu ter encontrado semelhanças com seu jogo. Contudo, perdeu espaço na atual temporada e está longe de ser um titular absoluto.

O treinador espanhol afirmou estar satisfeito com o desempenho de Arthur na equipe, mas apontou algumas lacunas. “É verdade que houve coisas que tivemos que enfatizar para ele e ele tentou fazê-las por todos os meios. Não é fácil mudar as coisas que outros treinadores disseram que eram boas para um jogador de futebol. Falta-lhe um pouco de continuidade, mas ele está no caminho certo”, opinou Setién, que negou ter sido informado sobre uma possível venda do meia. “Ainda estou contando com ele. Em princípio, ele fará o treinamento e viajará com possibilidades de jogar amanhã. Precisamos tentar que todo esse barulho não o afete, e caso caiba a ele jogar, ele precisará dar o melhor de si”, disse.

*Com informações da Agência EFE