Tuchel critica jogadores do Chelsea que não se vacinaram contra a Covid-19: ‘É uma desvantagem’

Técnico lamentou não poder contar com os atletas nas próximas duas semanas de treinamento em Los Angeles

  • Por Jovem Pan
  • 15/07/2022 17h45
EFE/EPA/Facundo Arrizabalaga Thomas Tuchel, técnico do Chelsea, ao lado de N'Golo Kanté Thomas Tuchel, técnico do Chelsea, ao lado de N'Golo Kanté

O alemão Thomas Tuchel, treinador do Chelsea, não escondeu sua insatisfação com N’Golo Kanté e Loftus-Cheek, jogadores que não viajaram com o elenco para os Estados Unidos porque não possuem o esquema completo de vacinação contra a Covid-19. Em entrevista coletiva, o técnico lamentou o fato de não poder contar com a dupla nas próximas duas semanas de treinamento em Los Angeles, onde os Blues farão pré-temporada. Ao todo, ambos desfalcarão o clube por duas semanas e em três amistosos no território norte-americano – eles ficarão realizando atividades no centro de treinamento do Chelsea em Cobham, na Inglaterra, com as equipes sub-23 e sub-19.

“Nós não apontamos os dedos para as pessoas. Há uma decisão pessoal a tomar, e eles tomaram essa decisão. Não importa se eu entendo, se eu gosto ou não. Para a vida profissional, (não se vacinar) é uma desvantagem”, disse Thomas Tuchel, que mostrou uma insatisfação maior com o francês. “Kanté sabe o que significa a pré-temporada. Especialmente para ele, nos dá a possibilidade de prepará-lo individualmente. Precisamos que ele tenha mais minutos em campo. Ele é um dos nossos principais jogadores, e esses jogadores precisam estar em campo, senão não serão importantes”, acrescentou o técnico, que já conquistou uma Liga dos Campeões com o time londrino.