Uefa marca reunião de emergência e deve tirar final da Liga dos Campeões da Rússia 

Pressionada a mudar o local da decisão desde o início da tensão, a Uefa deve tirar o grande jogo da Gazprom Arena, estádio do Zenit e de propriedade de grande parceiro da entidade

  • Por Jovem Pan
  • 24/02/2022 11h25 - Atualizado em 24/02/2022 11h26
Reprodução/@ChampionsLeague Taça da Liga dos Campeões da Europa A Liga dos Campeões 2021/2022 não deverá ser finalizada na Rússia, conforme era previsto

A Uefa deve alterar a sede da final da Liga dos Campeões 2021/22, marcada para acontecer em 28 de maio, na cidade de São Petersburgo, na Rússia, país que entrou em confronto militar com a Ucrânia nas últimas horas. Em comunicado oficial, a entidade informou que fará uma reunião de emergência nesta sexta-feira, 25, para debater o tema. “Na sequência da evolução da situação entre a Rússia e a Ucrânia, o presidente da Uefa convocou uma reunião extraordinária do Comité Executivo para sexta-feira, 25 de fevereiro, a fim de avaliar a situação e tomar todas as decisões necessárias”, divulgou a Uefa em comunicado.

Pressionada a mudar o local da decisão desde o início da tensão, a Uefa deve tirar o grande jogo da Gazprom Arena, estádio do Zenit e de propriedade de grande parceiro da entidade. De acordo com a imprensa internacional, há grande possibilidade de a final ser marcada para Londres e o estádio do Tottenham, com capacidade para 62 mil espectadores, surge como um dos favoritos a receber o evento. Apesar disso, Munique, Istambul (perdeu a final passada por causa da pandemia de Covid-19), Madri e até Lisboa, que recebeu a decisão há dois anos, são cotadas para sediar a final. A decisão está nas mãos dos integrantes do Comitê Executivo da Uefa, que votarão e definirão a possível mudança de país como o novo palco.