Vinicius Jr., Rodrygo e Militão conquistam primeiro Espanhol pelo Real Madrid

Brasileiros tiveram sua parcela de contribuição no título da equipe madrilena; ex-Flamengo foi o que mais participou entre os três

  • Por Pedro Sciola
  • 16/07/2020 18h40 - Atualizado em 16/07/2020 18h48
Juanjo Martín/EFEVinícius Júnior brilhou na vitória do Real Madrid sobre o Barcelona

Considerados jovens promissores do Real Madrid, Vinicius Júnior, Rodrygo e Militão conquistaram o Campeonato Espanhol pela primeira vez nesta quinta-feira (16). Com uma rodada de antecedência, o time da capital espanhola faturou o nacional ao bater o Villarreal e contou com a ajuda das estrelas brasileiras para levar o 34° caneco da La Liga na história – o clube madrileno é disparado o que mais conquistou o troféu. Entre as três joias, o ex-Flamengo foi o que mais contribuiu no grupo de Zinédine Zidane, seguido pelo garoto formado no Santos e o ex-são-paulino.

Vinícius Junior esteve em campo em 29 dos 37 jogos realizados pelo Real Madrid na atual edição do Espanhol. Ao todo, o atacante de apenas 20 anos de idade participou de mais 1.250 minutos com a camisa “blanca”, contribuindo com três gols e duas assistências no período. Mesmo com números modestos, o jogador foi fundamental em alguns confrontos, como no duelo direto com o Barcelona, no segundo turno do torneio, quando abriu o placar no Santiago Bernabéu, no triunfo por 2 a 0 sobre os catalães.

Em sua segunda temporada na Espanha, Vinicius, é bem verdade, ainda não cravou a sua vaga entre os titulares de Zidane, que costuma manter apenas Karim Benzema no ataque do time principal e pratica um rodízio nas outras posições ofensivas. O brasileiro, no entanto, voltou a praticar um bom futebol após um período turbulento entre o final da temporada passada e começo da atual.

Rodrygo, por sua vez, participou de 19 jogos da campanha do título espanhol até o momento. Em sua primeira temporada, o “Raio” fez parte do time B por poucos jogos, acabou sofrendo uma lesão no meio de 2019 e se recuperou para integrar o elenco madrileno. Até o momento, ele participou de cerca de mil minutos no Espanhol, colaborando com dois gols: diante de Osasuna e Leganés, ambos marcados no primeiro turno.

Rodrygo durante vitória contra o Osasuna

Se no nacional os números de Rodrygo são discretos, o mesmo não se pode dizer da participação dele na Liga dos Campeões da Europa. Em quatro partidas, ele balançou as redes quatro vezes e ainda serviu seus companheiros com duas assistências. A estrela pode ser uma arma para Zidane no embate de volta diante do Manchester City, válido pelas oitavas de final e marcado para 7 de agosto, em Portugal. Na ida, os ingleses venceram por 2 a 1 em Madrid.

Já Éder Militão foi quem menos atuou entre os brasileiros. Adquirido pelo Real no começo da temporada, o defensor sofreu com a forte concorrência no setor e passou mais tempo no banco de reservas do que em campo. Ao todo, ele jogou 14 jogos da La Liga, sendo dez vezes figurando entre os titulares. Embora não tenha contribuído com gol ou assistência, o zagueiro evoluiu após a parada devido à pandemia e ganhou elogios do treinador francês.

Éder Militão, revelado pelo São Paulo, costuma ficar no banco de reservas do Real Madrid

Para Rodrygo e Militão, o Campeonato Espanhol 2019/20 também foi o primeiro título de expressão de suas carreiras. Antes, eles haviam ganhado apenas a Supercopa da Espanha, no começo no ano. Já Vinícius Jr. participou do grupo campeão do Mundial de Clubes de 2018.