Jogadores do Londrina se posicionam contra racismo sofrido por Celsinho: ‘Não nos calaremos’

Meio-campista foi xingado por membro do staff do Brusque durante jogo da Série B, no final de semana

  • Por Jovem Pan
  • 30/08/2021 19h30 - Atualizado em 30/08/2021 21h29
Reprodução/ Twitter @LondrinaECCelsinho e jogadores do Londrina gravaram vídeo contra o racismo

O grande assunto do final de semana foi o caso de racismo envolvendo o meio-campista do Londrina, Celsinho, e a diretoria do Brusque Futebol Clube. No último sábado, dia 28, em partida válida pela Série B do Campeonato Brasileiro, o jogador relatou que sofreu insultos racistas de uma pessoa ligada ao Brusque que assistia ao jogo nas arquibancadas do estádio Augusto Bauer. Essa pessoa teria dito “vai cortar esse cabelo, essa cachopa de abelha”. A fala foi registrada na súmula do jogo pela arbitragem. Em nota divulgada na noite de domingo, o Brusque afirmou que não ocorreu nenhum xingamento por parte de seu staff, acusou Celsinho de ser ‘reincidente’ no ocorrido (ele já relatou racismo em outras três oportunidades) e disse que iria processá-lo por ‘falsa imputação de crime’. A nota deu o que falar nas redes sociais e o clube apagou a publicação, mas ganhou uma resposta nesta segunda-feira, 30, do Londrina.

A equipe de Celsinho repudiou os insultos e classificou como ‘inadmissível’ a nota publicada pelo adversário. “É lamentável, inadmissível, a postura do Brusque Futebol Clube diante desta situação!! O fato ocorreu, é certo! Há diversas testemunhas que presenciaram a injúria racial citada! É absurdo que a referida entidade de prática desportiva desvirtue a gravidade dos fatos, tentando ainda terceirizar a responsabilidade para a vítima”, diz a nota. “Nossos ídolos do futebol são negros! Nosso país é miscigenado tendo a população negra como maioria! Somos todos brasileiros! Somos todos iguais! Essa luta jamais será desconstruída, ao contrário, ela será combatida diariamente”, completa.

O Londrina também informou que adicionou seu departamento jurídico e irá ‘tomar as medidas cabíveis’ contra a equipe catarinense e o responsável pela injúria racial. Horas depois da publicação da nota, Celsinho apareceu em vídeo ao lado de seus companheiro de elenco dizendo que o ato de racismo não passará em branco. “Esse crime não ficará impune. Eu, nós e vocês nunca nos calaremos”, disse ele seguido de um coro “racismo não” dos outros atletas. Após o pronunciamento do Brusque, alguns dos jogadores da equipe saíram em defesa de Celsinho nas redes sociais.