Marcelo Gallardo admite que aconselhou Borré a não fechar com o Grêmio

O Tricolor gaúcho comunicou na noite da última terça-feira, 30, que retirou a proposta pelo atacante do River Plate devido à ‘insegurança do clube quanto à hesitação do atleta’ em assinar o contrato

  • Por Jovem Pan
  • 31/03/2021 12h52 - Atualizado em 31/03/2021 17h16
EFE/PAOLO AGUILARRafael Borré comemora gol do River Plate contra o Flamengo

O Grêmio comunicou na noite da última terça-feira, 30, que retirou a proposta pelo atacante Rafael Santos Borré, do River Plate, devido à “insegurança do clube quanto à hesitação do atleta” em fechar o acordo. Nesta quarta-feira, o treinador do time argentino, Marcelo Gallardo, confessou que influenciou na decisão do atleta de 25 anos, que tem contrato com os “Millionários” somente até a metade do ano e não deverá continuar na equipe.

“Eu falo muito com ele. Eu disse para que tudo o que fizesse, que fizesse convencido pelo o que sente. Eu disse a ele (Borré) que se não estava convencido, que não tomasse nenhuma decisão sobre o seu futuro. Ele vai ter possibilidades para escolher. É seu futuro, por isso tem que estar tranquilo”, admitiu Gallardo, em entrevista coletiva, onde também reconheceu a dificuldade do atacante continuar no grupo. “O River vai ser sempre uma possibilidade (para Borré), mas hoje é muito difícil, não pode competir com outros mercados.”

Borré chegou a conversar diretamente com representantes de Grêmio, Palmeiras e São Paulo, mas todas as negociações fracassaram. O destino do atacante é incerto, mas a imprensa argentina coloca o Brighton, da Inglaterra, como possível futuro clube do jogador, que é multicampeão pelo River Plate, tendo a Copa Libertadores da América como principal conquista.