Marta brilha, Brasil goleia a China e estreia com o pé direito nos Jogos de Tóquio

A camisa 10, capitã da equipe canarinho, foi autora de duas bolas na rede, enquanto Debinha, outro destaque do ciclo olímpico, Andressa Alves e Bia Zaneratto também deixaram suas marcas

  • Por Jovem Pan
  • 21/07/2021 06h51 - Atualizado em 21/07/2021 07h07
Sam Robles / CBFMarta marcou duas vezes na vitória do Brasil sobre a China nos Jogos de Tóquio

O Brasil estreou nos Jogos Olímpicos de Tóquio na manhã (horário de Brasília) desta quarta-feira, 21, em grande estilo. Contando com o brilho de Marta, eleita seis vezes a melhor do mundo, a seleção brasileira feminina derrotou a China por 5 a 0, em Miyagi, começando a sua trajetória no Grupo F com o pé direito. A camisa 10, capitã da equipe canarinho, foi autora de duas bolas na rede. Debinha, outro destaque do ciclo olímpico, Andressa Alves e Bia Zaneratto também deixaram suas marcas. Com o resultado, o time comandando por Pia Sundhage vai à liderança da chave, que também tem Holanda e Zâmbia.

A seleção feminina começou a todo vapor, adiantando sua marcação e controlando as ações do jogo. Logo aos 8 minutos, Debinha aproveitou cruzamento de Bia Zaneratto e cabeceou no travessão. Em briga pela sobra, a bola sobrou para Marta, que completou para as redes – com o tento, a Rainha atingiu o feito inédito de marcar em cinco Olimpíadas. Sem tirar o pé, o Brasil ampliou aos 24 minutos com Debinha, que pegou rebote da goleira Peng Shimeng para colocar para dentro. Nos instantes finais, as chinesas chegaram a incomodar com Miao Siwen. A meio-campista arriscou de fora da área, exigindo excelente defesa de Barbara, que espalmou para escanteio.

No retorno do intervalo, a China demonstrou mais ímpeto, se lançou ao ataque e tomou as rédeas da partida. Wang Shanshan, aos 2 minutos, quase descontou, mas errou drible sobre a goleira Barbara e perdeu boa chance. Na sequência, a própria atacante acertou a trave brasileira. O jogo, então, passou a ficar imprevisível, com bolas nos postes de ambos os lados – Debinha acertou pelo lado brasileiro. Aos 28 minutos, porém, Marta tratou de dar mais tranquilidade, pegando sobra dentro da área e batendo no canto da arqueira. Mais confortável no duelo, o Brasil transformou o triunfo em goleada nos minutos finais. De pênalti, Andressa Alves converteu cobrança. Já aos 45, Debinha acelerou pela esquerda e cruzou por baixo para Bia Zaneratto, que só escorou para as redes. Agora, o time de Pia Sundhage volta a campo no próximo sábado, quando encara a Holanda, às 8h (de Brasília).

FICA TÉCNICA

CHINA 0 X 5 BRASIL

CHINA – Peng Shimeng; Luo Guiping, Wang Xiaoxue e Li Qingtong; Li Mengwen, Wang Yan (Wurigumula), Yang Lina, Miao Siwen (Liu Jing), Wang Shuang e Zhang Xin; Wang Shanshan. Técnica: Jia Xiuquan

BRASIL – Bárbara; Bruna Benites, Érika, Rafaelle e Tamires; Formiga (Júlia Bianchi), Andressinha, Duda (Andressa) e Marta (Ludmila); Bia Zaneratto e Debinha. Técnica: Pia Sundhage.

GOLS – Marta, aos oito, Debinha, aos 21 minutos do primeiro tempo. Marta, aos 28, e Andressa Alves, aos 36, e Bia Zaneratto, aos 43 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Kateryna Monzul (Ucrânia)

LOCAL – Estádio de Miyagi, no Japão.