Mesmo com derrota para o São Paulo, Flamengo se consagra bicampeão do Brasileirão

Rubro-negro sofreu revés de 2 a 1 no Morumbi, mas conquistou o sétimo título do Campeonato da história do clube

  • Por Jovem Pan
  • 25/02/2021 23h39 - Atualizado em 26/02/2021 00h16
MARCELLO ZAMBRANA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOFlamengo é bicampeão do Campeonato Brasileiro

Conquistando a liderança apenas na penúltima rodada, o Flamengo se consagrou bicampeão do Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira, 25, mesmo perdendo para o São Paulo por 2 a 1, no Morumbi. Luciano, Pablo e Bruno Henrique marcaram os gols da partida. A equipe dirigida por Rogério Ceni dependia apenas de si para conquistar o sétimo título do Brasileirão de sua história e não decepcionou a torcida. O título traz prestígio para o jovem treinador que foi contestado algumas vezes e consolida o Flamengo como o time a ser batido no Brasil. Mesmo tendo uma trajetória de altos e baixos em 2020, a equipe conseguiu se reerguer e levantar o quarto troféu no ano.

Em fevereiro, a equipe que ainda era comandada por Jorge Jesus venceu a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana. Chegou à pandemia e em meio a alta no Brasil, a diretoria rubro-negra fez lobby para que o Campeonato Carioca retornasse em junho, sendo muito criticada. Mesmo assim, o time conquistou o título do estadual no mês seguinte e viu seu treinador ir embora rumo ao Benfica, de Portugal. Tentando surfar na onda dos treinadores estrangeiros, dias depois o clube anunciou o espanhol Doménec Torrent, ex-auxiliar de Pep Guardiola e que animou a torcida. Mas o desempenho de Torrent a frente do Flamengo não foi satisfatório e quatro meses depois da contratação, ele foi demitido.

Então surgiu Rogério Ceni. Vindo de um trabalho consistente no Fortaleza, mas com uma passagem contestada no Cruzeiro, o treinador chegou como uma incógnita ao time. Foi criticado em diversas ocasiões, entre elas na eliminação para o São Paulo na Copa do Brasil e na eliminação para o Racing nas oitavas de final da Copa Libertadores. Surgiram boatos de que o elenco não aceitava Ceni no comando e até que grupinhos articulavam a saída do treinador, mas a equipe começou a dar resultados. Desde a eliminação na Libertadores foram 10 vitórias, três derrotas e dois empates, em 15 jogos. O mais importante contra o Internacional na 37ª rodada, quando assumiram a liderança.

Gabriel foi o nome do gol no Flamengo

Gabriel Barbosa, ou Gabigol, foi o cara dos gols no Flamengo de 2020, assim como na temporada passada. No Campeonato Brasileiro marcou 14 vezes, ficando atrás dos artilheiros do torneio Claudinho e Luciano que fizeram 18 gols. No Carioca, anotou oito gols e deu cinco assistências. Fechou a temporada com 27 gols e oito assistências em 42 jogos. Ficou afastado por um tempo por lesão e foi substituído por Pedro, que fez 13 gols no Brasileirão, fechando a temporada em 23 gols em 57 jogos. Na área dos “garçons”, o Flamengo também está bem servido. Arrascaeta é o líder de assistências do Brasileirão com nove no total, seguido do colega de elenco Bruno Henrique, que tem sete.