Após derrota para o Flamengo, Abel Ferreira explica declaração polêmica; confira

Em entrevista concedida antes de perder para o Rubro-Negro, o técnico do Alviverde havia afirmado que ‘estava esperando ser demitido’, dando indícios de que não tinha respaldo da diretoria palmeirense

  • Por Jovem Pan
  • 31/05/2021 10h34 - Atualizado em 31/05/2021 19h48
EFE/Raúl Sifuentes POOLAbel Ferreira no banco de reservas durante partida do Palmeiras

Abel Ferreira polemizou antes de a bola rolar para Flamengo x Palmeiras, na tarde do último domingo, 30, na estreia do Campeonato Brasileiro 2021. Em entrevista, o técnico do Alviverde afirmou que “estava esperando ser demitido”, dando indícios de que não tinha respaldo da diretoria palmeirense. Após a derrota para o Rubro-Negro, no entanto, o português disse que não foi bem interpretado, chamando, inclusive, a imprensa de “sensacionalista. “O que eu sinto, sinceramente, é que o português de Portugal é diferente do português brasileiro. No contexto da pergunta que me foi feita sobre as críticas externas e sobre como funciona o futebol por aqui, disse que estou grato ao Palmeiras e ao futebol brasileiro, pois foi aqui que conquistei os meus títulos. O que aconteceu foi que me espantei com a demissão de um treinador na primeira rodada (Alberto Valentim, do Cuiabá). É preciso contextualizar o que se diz. A imprensa, infelizmente, é muito sensacionalista”, declarou o treinador, que depois se desvencilhou da polêmica e concluiu: “Procuro continuar fazendo meu trabalho.”

Já perguntado sobre possíveis reforços para o restante da temporada, Abel Ferreira tratou de exaltar os jogadores revelados pelas categorias de base do Palmeiras. “Os nossos jovens são jogadores que têm muita intensidade, mas chegaram muito rápido à equipe principal e ainda nem estabilizaram aqui e já se fala por aí que podem jogar em todos os clubes do mundo. Saem notícias de todos os lados, que querem todos os nossos jogadores”, desabafou o treinador, que também lamentou de perder Weverton e Gustavo Gómez para a seleção brasileira e paraguaia, respectivamente — a dupla vai disputar as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. “Vocês sabem que nossos reforços estão aqui dentro. Temos que ser verdadeiros. Uma coisa é jogar com o Weverton e sem Weverton Com Gómez e sem Gómez. Vamos olhar para os recursos que temos, para os jovens, e darmos o nosso melhor. Vocês já sabem que fiz pedidos à direção, uns podem ser cedidos, outros não, vamos ver qual será a solução”, disse sobre o futuro da equipe. Na próxima partida, o Palmeiras enfrenta nesta quinta-feira, 3, o CRB, em Alagoas, pela rodada de ida da terceira fase da Copa do Brasil.