Felipe Melo ironiza ‘burburinhos’ de Flamengo favorito: ‘São Paulo e Atlético-MG também eram’

Ao lado do treinador Abel Ferreira, o volante do Palmeiras disse que respeita o Flamengo, mas que não tem ‘medo’ do rival na final da Libertadores

  • Por Jovem Pan
  • 26/11/2021 16h08 - Atualizado em 26/11/2021 16h10
MARCELLO ZAMBRANA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOFelipe Melo durante partida contra o Flamengo

Felipe Melo e Abel Ferreira concederam entrevista coletiva, na tarde desta sexta-feira, 26, na véspera da final da Copa Libertadores da América, diante do Flamengo. Ao lado do treinador, o experiente volante ironizou alguns comentários de que o Rubro-Negro seria o favorito para ganhar o troféu devido ao momento instável do Alviverde. Segundo o meio-campista, um dos líderes do elenco, existe uma “má” vontade da imprensa quando o assunto é falar sobre o desempenho do Verdão. “Eu falei que existe uma má vontade muito grande quando se fala de Palmeiras. Muitos de vocês precisam concordar comigo que isso é uma verdade. Quando o Palmeiras ganhou a final da Libertadores contra o Santos, um grande rival e de história, escutei pessoas falando que foi a pior decisão da história, que foi decidida no último minuto. Essas mesmas pessoas tiveram uma amnésia! Há dois anos, a final foi decidida nos últimos minutos também”, disse.

“Hoje, não existe bobo dentro do futebol. Eu já vi equipes pequenas ganharem de grandes em decisões. A cada dia, temos que provar que somos capazes. Não importa quem está do outro lado. Quanto ao ‘burburinho’ de que o Flamengo é melhor e vive melhor fase, ‘burburinho’ não entra em campo. Foi assim contra São Paulo e Atlético-MG, mas quem tá na final é o Palmeiras. Vai ser um jogo difícil diante de um rival forte. Existe respeito da nossa parte, mas não medo. Vamos deixar tudo dentro de campo para defender nosso título, para defender nossa Libertadores”, completou Felipe Melo, lembrando que o Alviverde eliminou o rival tricolor e oGalo, considerados favoritos por parte da mídia.

Abel Ferreira, por sua vez, preferiu adotar a mesma linha, dizendo que não há favorito para o confronto. “Eu vejo as coisas de forma pragmática. O favoritismo é para vocês. Nós temos um propósito: ganhar a partida. Este é meu foco, o resto deixo para vocês”, comentou. O discurso, porém, não bate com o de Marcos Braz, vice do Flamengo, que colocou o Palmeiras como o principal candidato a ganhar o jogo, já que a equipe paulista foi campeã na última temporada. Vale lembrar que os dois times estão em busca do tricampeonato do torneio.